O que está em cartaz

Dezembro chega com uma intensa e variada programação de cinema – e não só da programação comercial, mas do FESTNATAL…

Dezembro chega com uma intensa e variada programação de cinema – e não só da programação comercial, mas do FESTNATAL 2013 e da Mostra de Cinema e Direitos Humanos. No circuito comercial, as estreias são o suspense “Carrie: A Estranha”, o romance “Como Não Perder Essa Mulher”, o drama “Última Viagem a Vegas” e o nacional “Tatuagem”, na Sessão Cine Cult. Continuam em cartaz a comédia nacional “Crô – O Filme”, a animação “Um Time Show de Bola”, a ficção-científica “Jogos Vorazes: Em Chamas”, a animação “Bons de Bico”, e o blockbuster “Thor – O Mundo Sombrio”. Nas programações exclusivas, o Cinemark exibe a comédia nacional “Meu Passado Me Condena”, enquanto o Moviecom mantém a comédia “Vovô Sem Vergonha”.

 

Estreia 1: “Carrie: A Estranha”
Carrie retrata um grande desastre ocorrido na cidade americana de Chamberlain, Maine, destruída pela jovem Carietta White (Chloë Grace Moretz). Nos anos anteriores à tragédia, a adolescente foi oprimida pela sua mãe, Margaret (Julianne Moore), uma fanática religiosa. Além dos maus tratos em casa, Carrie também sofria com o abuso dos colegas de escola, que nunca compreenderam sua aparência, nem seu comportamento. Aos poucos, ela descobre que possui estranhos poderes telecinéticos, que se manifestam durante sua festa de formatura, quando os jovens mais populares da escola a humilham diante de todos. A direção é de Kimberly Peirce. “Carrie: A Estranha estreia nesta sexta-feira, na Sala 5 do Cinemark, e na Sala 1 do Moviecom. Classificação indicativa 16 anos. (T. O.: “Carrie”)

 

Estreia 3: “Última Viagem a Vegas”

Billy (Michael Douglas), Paddy (Robert De Niro), Archie (Morgan Freeman) e Sam (Kevin Kline) são amigos desde a infância. Billy, o solteirão compromissado do grupo, finalmente pede em casamento sua namorada de trinta e poucos anos e os quatro vão a Las Vegas com planos de parar de agir como velhos e reviver seus dias de glória. No entanto, ao chegar, os quatro rapidamente percebem que as décadas tem transformado a Cidade do Pecado. O Rat Pack pode ter reinado no Sands e o Cirque du Soleil talvez agora comande a Strip, mas são esses quatro que agora mandam em Vegas. A direção é de Jon Turteltaub. “Última Viagem a Vegas” estreia nesta sexta-feira, na Sala 6 do Cinemark, e na Sala 4 do Moviecom. Classificação indicativa 12 anos. (T. O.: “Last Vegas”)

 

Estreia 2:
“Como Não Perder Essa Mulher”

Jon (Joseph Gordon-Levitt) mora sozinho e tem orgulho da vida que leva, sem se prender a alguém. Por mais que goste bastante de sexo, ele segue a filosofia de que nenhuma relação sexual é tão boa quanto pornografia, já que lá ele encontra exatamente o que quer. Entretanto, sua vida muda após conhecer numa boate aquela que seria a mulher nota 10: Barbara (Scarlett Johansson). Ele tenta levá-la para casa, mas ela faz jogo duro e nada acontece. É quando Jon percebe que terá mudar sua tática habitual, aceitando namorá-la e se submeter aos seus caprichos, caso queira ter algo com ela. A direção é de Joseph Gordon-Levitt. “Como Não Perder Essa Mulher” estreia nesta sexta-feira, na Sala 4 do Cinemark. Classificação indicativa 16 anos. (T. O.: “Don Jon”)

 

Sessão Cine Cult: “Tatuagem”

Recife, 1978. Clécio Wanderley (Irandhir Santos) é o líder da trupe teatral Chão de Estrelas, que realiza shows repletos de deboche e com cenas de nudez. A principal estrela da equipe é Paulete (Rodrigo Garcia), com quem Clécio mantém um relacionamento. Um dia, Paulete recebe a visita de seu cunhado, o jovem Fininha (Jesuíta Barbosa), que é militar. Encantado com o universo criado pelo Chão de Estrelas, ele logo é seduzido por Clécio. Ao mesmo tempo em que Fininha convive cada vez mais com os integrantes da trupe, ele precisa lidar com a repressão existente no meio militar em plena ditadura. A direção é de Hilton Lacerda. “Tatuagem” será exibido na terça-feira (10/12) e quinta-feira (12/12), na Sala 1 do Cinemark, na sessão de 19h10. Classificação indicativa 16 anos. (T. O.: “Tatuagem”)

 

Especial: Mostra de Cinema e Direitos Humanos e FESTNATAL 2013

Se alguém reclamar de falta de opção cinematográfica em Natal, não pode ser nesta semana ou na próxima. Além da mostra de filmes de Truffaut promovida pelo Cineclube Natal, que segue até amanhã, começou ontem a 8ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul, e a partir de segunda-feira, teremos a edição 2014 do FESTNATAL.

A 8ª Mostra de Cinema e Direitos Humanos na América do Sul é uma realização da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em parceria com o Ministério da Cultura, com o patrocínio da PETROBRAS e do BNDES. Lançado em 2006, o objetivo do evento é utilizar a linguagem cinematográfica para disseminar e fortalecer a cultura dos Direitos Humanos em todo o país. Os filmes trazem temas relacionados ao direito à memória e à verdade, diversidade sexual, inclusão de pessoas com deficiência, população de rua, entre outros.

O evento é composto de quatro segmentos, a Mostra Competitiva, Mostra Cinema Indígena, Homenagem Vladimir Carvalho e Programação Especial. Todas as produções serão exibidas no campus da IFRN na Cidade Alta, Av. Rio Branco, 743, centro. Para conferir programação e horários, vejam o quadro em anexo.

O Festival de Cinema, Vídeo e Televisão de Natal – FESTNATAL 2013, em sua 26ª edição, volta a ser realizado como sempre com o esforço hercúleo do jornalista Valério Andrade. Neste ano o festival será composto de duas mostras, a Seleção Oficial, e a Mostra Vidas na Tela.

A Seleção Oficial, composta por obras de ficção, será exibida de segunda a sexta-feira no auditório da Assembleia Legislativa, sempre às 21h. A Mostra Vidas na Tela terá a exibição de seis documentários, também de segunda a sexta-feira, no auditório da FIERN, iniciando às 16h, com exceção da sexta-feira, quando serão exibidas duas produções iniciando às 15h.

FESTNATAL – Seleção Oficial
09/12 – “Anita e Garibaldi” – Giuseppe Garibaldi (Gabriel Braga Nunes), 32 anos, comandante dos rebeldes republicanos que invadem Laguna, Santa Catarina, durante a Guerra dos Farrapos (1835 – 1845), encontra sua alma gêmea em Anita (Ana Paula Arósio), 18 anos, esposa do sapateiro local. Entre a paixão e as batalhas, eles definirão o rumo de suas vidas e influenciarão o curso da revolução.

10/12 – “Faroeste Caboclo” – Saga do personagem criado por Renato Russo em um dos maiores sucessos da Legião Urbana. O filme conta a história de um brasileiro comum, João do Santo Cristo, que deixa sua cidade natal e se muda para a Brasília em busca de uma vida melhor. Lá, ele encontra a miséria e o crime, mas também descobre o amor nos braços de Maria Lúcia.
11/12 – “Vendo ou Alugo” – Rio de Janeiro. Maria Alice (Marieta Severo) vive com a mãe (Nathália Timberg), a filha (Sílvia Buarque) e a neta (Beatriz Morgana) em um casarão no Leme, bem na entrada de uma favela. Agora a UPP ocupou a favela, e possíveis compradores vem ver a casa. Durante a visita começa um tiroteio, deixando todos encurralados.
12/12 – “Mão na Luva” – Após 13 anos juntos, Lúcio e Sílvia decidem se separar. O casal que costumava lembrar o encaixe de uma mão na luva, por conta do seu perfeito entendimento, passa a última noite juntos. O último momento revela lembranças, acusações e segredos ocultados durante o relacionamento, atentando para o dilema dos apaixonados de não conseguirem viver juntos e tampouco separados.

13/12 – “Vazio Coração” – Hugo (Murilo Rosa) é um cantor nacionalmente famoso. Em um determinado momento de sua carreira, ele decide se encontrar com o pai, o embaixador Mário Menezes (Othon Bastos), no lugar onde a família costumava se reunir nas férias. Nesse lugar repleto de memórias e recordações boas, ambos tentam se reconciliar e consertar uma relação despedaçada pelo tempo, por conflitos, e por uma tragédia que eles nunca conseguiram superar.

FESTNATAL – Mostra Vidas na Tela
09/12 – “Sorria, Vocês Está na Barra!” – Área de recente crescimento na cidade do Rio de Janeiro, a Barra da Tijuca mistura os mais diversos estilos de vida e culturas. Assim como a maior parte da metrópole carioca, a Barra também é permeada por diferentes belezas naturais e conta com uma vida urbana movimentada, como ilustram os depoimentos das personalidades importantes que são habitantes do bairro.

10/12 – “A Alma da Gente” – Em 2002, o coreógrafo Ivaldo Bertazzo coordenou um projeto de dança com adolescentes moradores da Favela da Maré, levando à apresentação do espetáculo “Dança das Marés”. O documentário mostra a rotina de treinos e a interação entre os participantes, revelando os sonhos destes jovens para o futuro. Dez anos mais tarde, em 2012, os diretores procuraram os dançarinos para compreender o impacto deste evento em suas vidas, e para ver se conseguiram conquistar os desejos de infância.

11/12 – “Histórias Íntimas” – Quando o Brasil era a Terra de Santa Cruz, as mulheres tinham de se enfear e os homens precisavam dormir de lado, nunca de costas, porque a concentração de calor na região lombar excitava os órgãos sexuais.  Mas como o proibido aguça mais a vontade, a instituição que mais repreendia os afoitos, ironicamente, acabou se tornando o templo da perdição. Onde as pessoas poderiam se encontrar, trocar risos e galanteios e até ter relações sexuais, sem despertar suspeitas, se não no escurinho… das igrejas? Casos saborosos como esses são narrados por uma das maiores historiadoras do país, Mary del Priore.

12/12 – “Margaret Mee e a Flor da Lua” – O filme narra a vida e a obra da pioneira e visionária ilustradora botânica inglesa Margaret Mee, uma das mais importantes artistas do século XX. Através de seus diários, depoimentos e narração, o filme mostra o amor de Margaret pela natureza e sua militância ecológica e como, com sua arte, alertou para a necessidade de preservação do meio-ambiente e da flora brasileira.

13/12 (15h) – “Combinando a Malandragem” – Documentário longa-metragem dirigido por Silvio Coutinho e produzido pela Plateau Films sobre a trajetória artística do músico carioca Mario Vivas e suas incursões no universo do samba de raiz, e também como autor de trilhas sonoras para cinema.
13/12 (17h) – “Um Ser Humano Que a Gente Quer Guardar” – Documentário de Silvio Coutinho sobre a atriz veterana Ruth de Souza, sua trajetória nas artes, especialmente no cinema, e a forma poética como encara a vida.

Compartilhar: