O que Fábio Jr. faz no júri do ‘SuperStar’? Acredite, nem ele mesmo sabe

Cantor se confunde na hora de votar, tem um discurso repetitivo e é o padrinho com menos bandas até agora. Sem Ivete, estaria perdido (o programa também)

jejtyjteyjtyjtyjtyjt

Há três semanas, Fábio Jr. se senta na bancada de jurados do SuperStar, entre Ivete Sangalo e Dinho Ouro Preto. Aperta dois ou três botões que tem à frente e, pouco mais de uma hora depois, levanta-se e vai embora. É basicamente essa a participação do cantor no reality show de bandas da TV Globo. Ele quase nunca é o primeiro a votar, prefere esperar por um dos dois colegas, e tem o discurso mais repetitivo – isso quando abre a boca para falar. O que, então, ele está fazendo no programa? Nem ele deve saber responder.

Neste último domingo, sua participação pode ser resumida em uma única palavra: gafe. Ou melhor, gafes – sim, no plural, porque foi uma sequência digna de vergonha alheia. Logo na primeira banda, ele se confundiu. “Dinho e Fábio votaram ‘não'”, anunciou Fernanda Lima, logo interrompida pelo cantor. “Não, eu votei ‘sim'”, afirmou ele, repetindo o passo a passo na mesa. Mas admitiu, em seguida: “Eu também fico nervoso”. Boninho precisou intervir, trocou a sinalização e somou os 7% do jurado ao total. Ainda assim, para a sorte deles, o grupo seria eliminado.

Tudo ficaria bem se, pelo menos, não se repetisse. Mas no penúltimo bloco, estava ele lá, de novo, sem saber justificar por que deu ‘não’ para outra banda eliminada. Ele já ia repetindo a ladainha de sempre: “Gostei para caramba”. Foi a vez de a apresentadora cortá-lo: “Mas você votou não”. Após um silêncio constrangedor, Fernanda fechou a cara, pediu desculpas e chamou os comerciais. Os dois, na verdade, passaram a noite se estranhando. Antes de ele começar qualquer comentário, ela já sabia o que viria: “E você, Fábio? Gostou para caramba?”

Nem o público o leva a sério. Quando os três jurados aprovam um grupo, cabe a eles decidir quem será o ‘padrinho’ dela. Se é de rock, a plateia grita o nome de Dinho. Em qualquer outra situação, Ivete é ovacionada. Ninguém quer saber de Fábio, que está na lanterna, com cinco candidatos – a baiana é a líder, com sete, e o vocalista do Capital Inicial soma seis até o momento. E se não fosse por Ivete, a diferença seria maior. “Acho que Fábio deveria viver uma experiência com o reggae”, sugeriu ela, dando uma banda que seria sua aos cuidados do colega trapalhão.

Internet – Nas redes sociais, as piadas com os micos do jurado se multiplicam. O Twitter foi inundado por elas na noite do último domingo. “Fábio Jr. mal consegue articular uma frase inteira para argumentar sobre os concorrentes”, escreveu um. “Fábio Jr. não se encaixou legal ali”, opinou outro. “Quando penso que sou inútil, vejo o Fábio Jr. no #superstar e percebo que tem piores”, radicalizou mais um. Houve, ainda, quem levantasse a grande questão: “O Fábio Jr. está fazendo figuração de luxo no #SuperStar? É isso produção?” Pelo visto, sim.

 

Fonte: Veja

Compartilhar:
    Publicidade