O tempo responderá

Há algo de errado nas dezenas de obras em andamento na capital potiguar. De todas elas, as únicas que parecem…

Há algo de errado nas dezenas de obras em andamento na capital potiguar. De todas elas, as únicas que parecem avançar, mesmo em ritmo lento e já com a garantia do atraso, são as de mobilidade localizadas ao redor do Arena das Dunas. Segundo o próprio prefeito Carlos Eduardo Alves, o viaduto estaiado construído sob a marginal da BR-101 só será liberado para uso após Copa do Mundo, mesma situação da drenagem que está sendo realizada nos arredores.

Mas, o que está acontecendo com o projeto de recuperação da orla de Ponta Negra? Na primeira, tão abandonada na gestão Micarla de Sousa e motivo de críticas intensas do atual gestor na campanha eleitoral de 2012, continua parecendo um cenário de guerra. A única melhora, até agora, foi a colocação de pedregulhos gigantes para tentar conter a força do mar. O restante, continua tudo como antes, o que obriga os maltratados turistas a se equilibrarem em cordas e sacos de areia para utilizarem a praia.

E o que falar do Parque da Cidade? Obra símbolo da gestão passada de Carlos Eduardo, inaugurada mais de uma vez pelo gestor antes de deixar o cargo em 2008, e ainda inacabada? De volta a função, esperava-se que a Prefeitura corresse para entregar a população o equipamento, que custou milhões aos cofres públicos e, mais de cinco anos depois, continua sem jamais ter sido utilizada. Mas, já se vão quinze meses do novo mandato e o projeto continua sendo recuperado.

Por fim, fica a preocupação também sobre o futuro do Hospital da Mulher, na zona Norte da cidade. Outra construção concluída às pressas por Carlos Eduardo antes de passar o Palácio Felipe Camarão para Micarla de Sousa, que entrou em uma reforma rápida mas que já dura quase um ano. Isso sendo um local de fundamental importância para a sociedade, por ser uma unidade de saúde, setor tão criticado por quase 100% da população potiguar.

Por tudo isso, fica a dúvida. O que está acontecendo de errado nas diversas obras realizadas por Carlos Eduardo, que prometia resolver parte delas ainda em seu primeiro ano de mandato? O que houve com o calçadão de Ponta Negra, que já deveria ter ficado pronto e nem justificativa para o atraso foi dada? Quando, finalmente, será concluído o Parque da Cidade, tão dispendioso para a cidade quanto inútil, até agora, para a sociedade? Se ninguém falar nada, o tempo responderá.

 

MUDANÇAS

O Diário Oficial do Município deve trazer em sua edição de amanhã a exoneração de Sávio Hacradt da chefia da Casa Civil da Prefeitura. Pré-candidato a deputado federal, o jornalista e publicitário se afasta do cargo para participar das eleições, obedecendo o prazo estipulado pela legislação eleitoral.

RIVALIDADE

E, nos corredores do Palácio Felipe Camarão, a notícia é que o substituto de Sávio é o atual diretor do Procon, Kléber Fernandes. Nos bastidores, a informação é que os dois já não estavam se entendendo muito bem nos últimos meses, incluindo troca de acusações entre ambos. Kléber pensa na campanha para vereador em 2016 e acredita que Sávio não ganhará nenhuma vaga em Brasília este ano, considerando-o uma ameaça ao seu projeto de chegar a Câmara Municipal.

DISPUTA POR ESPAÇO

Na Prefeitura, a disputa entre os dois auxiliares de Carlos Eduardo está aberta. Se Sávio não conquistar nada no pleito que se aproxima, terá dificuldades em recuperar seu espaço. Kléber deseja se firmar no posto de principal secretário do prefeito, sendo assim seu candidato oficial para o legislativo natalense. É a luta.

EXONERADOS

Por falar em mudanças no primeiro escalão, saiu hoje a exoneração de Carlson Gomes do Ipem. Filiado ao DEM, vai disputar um mandato de deputado estadual. Em seu lugar, já está nomeado André Felipe Reginaldo para exercer o cargo de diretor do órgão. Já saíram do governo Rosalba para participar da campanha os ex-secretários Leonardo Rêgo, dos Recursos Hídricos, e Rogério Marinho, do Desenvolvimento Econômico.

SAMBA SOLIDÁRIO

Neste sábado (05) grupos de samba da capital se unem para a festa “Samba Ribeira” que irá arrecadar alimentos para a Casa Durval Paiva. A festa acontecerá no Armazém Hall, a partir das 18h. O evento irá reunir as bandas Quarteto Linha, Arquivo Vivo e Sambrasil, em oito horas de show. Para participar basta levar sua doação que pode ser 2 kg de alimentos não perecíveis (exceto sal) ou 400g de leite. A entrada sem alimentos é R$10.

OPORTUNIDADE

Entre 7 a 11 de abril, acontece no Sebrae o curso ” Projeto e produção de Shows e Eventos “, a cargo de Luís Cláudio Duarte, produtor de megaeventos como Rock In Rio e Rock In Rio Lisboa, U2 Vertigo Tour, Coldplay no Brasil e Coca-Coca VibeZone. Serão duas turmas. As inscrições podem ser realizadas pelo site www.cidadedosom.com

MERCADO

A procura por segurança e conforto tem levado as pessoas a procurarem cada vez mais a assistência funeral como forma de proteger sua família. O Plano Sempre de Assistência Funeral, serviço oferecido pelo Grupo Vila, por exemplo, obteve um crescimento de 30% nos últimos dois anos. Atualmente, o Sempre possui uma carteira de clientes com mais de 700 mil vidas nos três estados de atuação – RN, Paraíba e Pernambuco, num total de mais de 570 municípios.

ISSO QUE É TRABALHO

No Distrito Federal, os deputados distritais decidiram reduzir o número de sessões e concentrar as votações e debates apenas nas terças-feiras. Os demais dias serão apenas de trabalho externo ou nos gabinetes. Isso para ganhar cerca de R$ 26 mil. E aí, vai se candidatar lá em Brasília?

GIRA MUNDO

A Justiça do Rio Grande do Sul determinou que a dona de casa Adelir Carmem Lemos de Goes, 29 anos, fizesse seu parto por meio de uma cesariana, mesmo contra a vontade da própria grávida, que teve o filho na madrugada da última terça-feira (01), após cumprir a decisão. Hoje, em entrevista a Folha de São Paulo, a mãe disse que pretende processar médicos e hospital por não ter conseguido fazer um parto normal. A posição da Justiça teria sido pela fato do parto normal representar risco a vida da paciente.

Compartilhar: