Obras de mobilidade e drenagem voltam a modificar trajeto dos motoristas

Na manhã de hoje, enquanto os trechos começavam a ser interditados, muitos motoristas tiveram que ficar atentos aos novos desvios

Trecho da São José -entre as Av. Jerônimo Câmara e Mor Gouveia- está interditado. Foto: José Aldenir
Trecho da São José -entre as Av. Jerônimo Câmara e Mor Gouveia- está interditado. Foto: José Aldenir

Novas intervenções no trânsito de Natal voltam a mexer com o roteiro dos motoristas. A partir desta terça-feira (1), três trechos no entorno do Arena das Dunas que contemplam as Avenidas São José e Capitão-Mor Gouveia serão interditados em função das obras de mobilidade urbana e drenagem, podendo permanecer até o final do mês de maio. Durante esse período, agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) farão a orientação aos motoristas.

De acordo com as informações repassadas pela Semob, passarão por intervenções o trecho da Avenida São José, no sentido zona Sul, entre as avenidas Jerônimo Câmara e Capitão-Mor Gouveia; o trecho da Capitão-Mor Gouveia (no sentido Cidade da Esperança) entre a São José e Jaguarari; além de outro trecho na própria Mor Gouveia entre o Tribunal Regional do Trabalho e a Jaguarari, mas no sentido Arena das Dunas.

Na manhã de hoje, enquanto os trechos começavam a ser interditados, muitos motoristas tiveram que ficar atentos aos novos desvios, situação que gerou tumulto e muita reclamação. O chefe de fiscalização de trânsito da Semob, inspetor Carlos Eugênio, explicou que as intervenções são necessárias e precisam da compreensão dos motoristas.

“Todos os agentes foram orientados a organizar o trânsito nessa região da Avenida São José da seguinte forma: entrando pela Avenida Jerônimo Câmara à direita, depois a Rua Grossos à esquerda, segue pela Rua Lucrécia, saindo na Mor Gouveia e retornando o itinerário normal. Permaneceremos nessa região até que a população tenha consciência desse desvio. O tempo que for necessário, estaremos aqui dando orientação”, garantiu.

Segundo o secretário de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi), Tomaz Pereira, essa intervenção deveria ter acontecido há dois meses. “Em virtude do impacto que o trânsito estava sofrendo em outras áreas, resolvemos esperar para realizar esse serviço no mês de maio. Porém, infelizmente o período de inverno se antecipou e várias galerias começaram a dar problema, situação que nos levou a essa decisão de dar início ao serviço de drenagem”, explicou.

“Estamos observando que esse mês de abril será de muita chuva e a população não pode continuar convivendo com alagamentos em Avenidas como a Jaguarari. O trânsito da Prudente de Morais está todo desviado para a Jaguarari e ali, quando chove, a região fica ilhada devido a galeria estar interrompida”, destacou Tomaz Pereira.

Ainda segundo o secretário da Semopi, as galerias da Jaguarari e da Avenida São José, após essa intervenção, seguiram em direção à lagoa de captação do Centro Administrativo. “Essa intervenção é basicamente para resolver o problema de drenagem. Com o serviço concluído, não teremos mais alagamento nessas áreas”, disse. Tomaz avaliou que, apesar do prazo de conclusão ser até 30 de maio, há previsão para liberação do trânsito até o dia 15.

Compartilhar: