Ônibus não funciona e seleção do México vai para o treino de táxi

Desde a chegada, os mexicanos rasgaram elogios a receptividade dos santistas, que lotaram o desembarque da delegação e o primeiro treino, aberto ao público

Ônibus da seleção mexicana não funcionou nesta segunda. Foto: Divulgação
Ônibus da seleção mexicana não funcionou nesta segunda. Foto: Divulgação

A seleção mexicana foi surpreendida na manhã desta segunda-feira. O ônibus que levaria a delegação para o treino às 10h30 (de Brasília), no CT Rei Pelé, apresentou uma falha na bateria e não pôde ser utilizado. Os jogadores e comissão técnica deixaram o hotel Parque Balneário, onde estão hospedados, de táxis para chegar ao centro de treinamento.

Essa será a segunda atividade desde a chegada ao País, na noite de sábado. Diferente do treino de domingo, o trabalho será fechado, liberado somente nos 15 minutos finais à imprensa e não contará com entrevistas dos jogadores e comissão técnica.

Desde a chegada, os mexicanos rasgaram elogios a receptividade dos santistas, que lotaram o desembarque da delegação e o primeiro treino, aberto ao público.

A atividade servirá para definir o último titular, o goleiro que iniciará a competição, segundo o técnico Miguel Herrera. A briga maior é entre Jesus Corona, do Cruz Azul, do México, e Guillermo Ochoa, do Ajaccio, da França.

O time está no Grupo A da Copa do Mundo, ao lado de Brasil, Camarões e Croácia e estreará contra os africanos, na próxima sexta-feira, na Arena das Dunas, em Natal.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade