Operação “Amazônia Azul” vai contar com 750 militares do 3º Distrito Naval

Exercício serve como preparação para a atuação da Força Naval na Copa do Mundo FIFA 2014

Marinha-2

Teve início, na última segunda-feira (17), a Operação “Amazônia Azul”. Realizada pela Marinha do Brasil, sob a coordenação do Comando de Operações Navais, a Operação tem como propósitos principais intensificar a fiscalização do cumprimento de leis e regulamentos e reprimir ilícitos de toda ordem nas Águas Jurisdicionais Brasileiras (AJB), além de servir como preparação para a atuação da Força Naval na Copa do Mundo FIFA 2014.

Na área de jurisdição do Comando do 3º Distrito Naval (Com3ºDN), composta pelos estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, foram mobilizados todos os Navios-Patrulha e mais de 750 militares, além de uma aeronave do tipo “Esquilo”, sediada em São Pedro da Aldeia – RJ. Até o momento, foram abordadas 83 embarcações, das quais 15 notificadas, 4 apreendidas e 100 armadilhas para lagosta recolhidas pela Agência de Penedo, em Alagoas.

Para sua execução, está sendo utilizado o maior emprego simultâneo de meios e tropas pertencentes à Marinha do Brasil já realizado nas AJB. Participam cerca de 30 mil militares, 60 navios, 15 aeronaves e diversas embarcações das Capitanias dos Portos, distribuídos por todo litoral nacional, além das águas interiores.

A Operação conta, ainda, com a colaboração e participação de outras instituições como a Força Aérea Brasileira, o Departamento de Polícia Federal, a Secretaria de Receita Federal, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, a PETROBRAS, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e a TRANSPETRO.

Durante o período, os navios e embarcações da Marinha realizam ações de patrulha e de inspeção naval na “Amazônia Azul”, rios e lagos brasileiros. Os Fuzileiros Navais atuam na defesa de portos, terminais petrolíferos de interesse e plataformas de petróleo.

O nome atribuído à Operação – “Amazônia Azul” – deve-se à importância que a MB confere à imensa região marítima, situada na fronteira leste do Brasil, cuja a área e potenciais estratégico e econômico assemelham-se ao da Amazônia verde, e pela qual todos os brasileiros têm a obrigação de zelar e proteger.

O encerramento da Operação, em Natal, será marcado por um desfile dos Navios-Patrulha participantes, no próximo dia 22, quando a população poderá acompanhar a partir das praias de Natal, por volta das 11h da manhã.

Compartilhar:
    Publicidade