Operação Copa da Qualidade acha 310 itens irregulares no comércio de Natal‏

A Operação Copa da Qualidade aconteceu no comércio do Alecrim e Centro de Natal

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na última terça-feira (10), o Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte realizou uma ação relâmpago com o objetivo de verificar a presença do selo do Inmetro em diversos tipos de itens relacionados ao Mundial de Futebol, para garantir que os torcedores potiguares levem para casa apenas produtos seguros para o seu consumo durante o período de jogos e comemorações.

A Operação Copa da Qualidade aconteceu no comércio do Alecrim e Centro de Natal. Foram visitados oito estabelecimentos, em que os agentes fiscalizaram 1.727 produtos entre bonecos mascotes, peões, cornetas e outros brinquedos postos à venda, que devem possuir o selo de segurança do Inmetro e produtos têxteis como camisetas de times, que devem trazer em suas etiquetas as informações obrigatórias como composição, CNPJ ou CPF do fabricante, tamanho e modos de conservação.

No total, foram verificadas 310 irregularidades, sendo 210 em brinquedos sem selo do Inmetro e 100 em itens têxteis sem as informações obrigatórias. “O torcedor-consumidor deve ficar atento para que possa fazer sua festa tranquilo. Uma corneta ou um brinquedo sem o selo pode ser manuseado por uma criança, por exemplo, e como não passou por testes que atestam sua segurança, pode causar acidentes”, explica o fiscal da Área de Verificação da Conformidade do Ipem-RN, Antônio Damásio. “Já um produto têxtil sem sua composição especificada pode causar alergias e outras reações no usuário”, complementa o agente.

Os estabelecimentos em que foram encontrados os itens irregulares foram autuados e contam com prazo de dez dias para a apresentação de notas fiscais dos produtos, sofrendo processo administrativo que pode culminar em advertência ou multa.

Compartilhar:
    Publicidade