Ipem-RN encontra 323 itens têxteis irregulares no comércio potiguar

Os comerciantes notificados têm um prazo de dez dias para apresentação da nota fiscal do produto, e podem responder a processo administrativo que resultará em advertência ou multa

A etiqueta é um item obrigatório por lei e deve estar afixada nas peças por costura e à vista do comprador. Foto:Divulgação
A etiqueta é um item obrigatório por lei e deve estar afixada nas peças por costura e à vista do comprador. Foto:Divulgação

O Instituto de Pesos e Medidas do Rio Grande do Norte (Ipem-RN) realizou na última semana a Operação Especial Verão, que teve como objetivo a fiscalização de produtos têxteis da moda praia e banho no Estado. Durante a ação, que aconteceu de 3 a 7 de fevereiro, foram visitados 35 estabelecimentos em Natal e Mossoró. Dos 5.617 itens verificados, 323 foram considerados irregulares pelos fiscais do Ipem.

Entre os produtos verificados estão biquínis, sungas, maiôs, shorts, saídas e roupões de banho, camisetas, bermudas e toalhas. A falta de informações obrigatórias na etiqueta do produto, como modos de conservação ou dados do fabricante, além de informações divergentes da realidade quanto à composição do item foram as falhas mais comuns encontradas pelos agentes.

“Se na etiqueta da roupa está escrito que a mesma é 100% algodão, então essa composição deve ser verdadeira. Caso contrário, o consumidor pode adquirir um produto desse e sofrer problemas como alergias, por exemplo, por ter sido enganado quanto ao material do qual a peça é realmente feita”, explica Antônio Damásio, fiscal da área de Verificação da Conformidade do instituto. Nesse caso, amostras das peças são enviadas para o laboratório têxtil do Inmetro, que fica no Paraná, para análise da composição.

Os comerciantes notificados têm um prazo de dez dias para apresentação da nota fiscal do produto, e podem responder a processo administrativo que resultará em advertência ou multa.

Em caso de dúvidas ou denúncias, o consumidor potiguar pode entrar em contato com a Ouvidoria do Ipem-RN pelo telefone 0800-281-4054 ou pelo e-mail ouvidoria-ipem@rn.gov.br.

Etiqueta

A etiqueta é um item obrigatório por lei e deve estar afixada nas peças por costura e à vista do comprador. Além disso, deve trazer informações como marca, CNPJ ou CPF do fabricante, indicação de tamanho, informações sobre conservação e lavagem, país de origem e, principalmente, a composição do produto.

Compartilhar: