Orgasmo durante o sono: saiba como este fenômeno acontece

Segundo especialista, o orgasmo durante o sono pode ser até mais intenso do que o 'tradicional'

Pessoas com dificuldade de lidar com sua própria sexualidade podem viver a experiência. Foto: Divulgação
Pessoas com dificuldade de lidar com sua própria sexualidade podem viver a experiência. Foto: Divulgação

Tem gente que tem um trabalho danado para chegar ao orgasmo, por mais que tudo trabalhe a seu favor. Mas por incrível que pareça, existem aqueles felizardos que não precisam nem do vinho, nem da lingerie provocante, nem da música sexy: para eles, basta dormir.

O orgasmo durante o sono é um fenômeno que acontece tanto com homens quanto com mulheres, mas, infelizmente, não é algo que se possa programar.

A reportagem conversou sobre o tema com o ginecologista Ricardo Freire, da Beneficência Portuguesa de São Paulo; com o sexólogo João Luis Azevedo Borzino; e com a psicóloga e terapeuta sexual Margareth dos Reis. Confira as 15 principais dúvidas a seguir.

1. O que causa o orgasmo durante o sono?
Segundo Ricardo, uma das causas principais é o aumento de hormônios sexuais durante determinada época.

2. É mais comum entre homens ou mulheres?
Pode ocorrer com os dois sexos, mas segundo Ricardo, é mais comum entre os homens, “por causa do orgasmo ejaculatório, sendo mais visível e perceptível devido à ejaculação”.

3. Quais as diferenças entre o orgasmo feminino e masculino durante o sono?
Margareth explica que, no homem, geralmente tem mais a ver com a fisiologia do corpo, por isso, é mais comum quando ele ainda não tem atividade sexual ou masturbatória.

Já no caso das mulheres, chegar ao orgasmo dormindo tem relação com a psique. “Quando acontece com a mulher, é bem possível que ela esteja vivendo algum tipo de fantasia mais erótica.”

4. Na parte fisiológica, é a mesma coisa?
Sim, o processo segue o mesmo para ambos os sexos.No caso das mulheres, explica Ricardo, a vulva se torna mais dilatada, há lubrificação e orgasmo. “É como se fosse uma realidade virtual, mas as emoções são iguais. A diferença é que se pode perder algum detalhe, porque não deixa de ser um sonho”, completa o sexólogo João.

5. Existe alguma fase da vida em que isso é mais frequente?
A adolescência seria a fase mais recorrente, segundo os especialistas ouvidos. De acordo com João, é nesta fase também que ocorre a chamada ‘polução noturna’, quando a pessoa, ao acordar, percebe que ejaculou. “Isso serve inclusive para jogar fora os espermatozoides que estão ‘passando do ponto’”, diz o sexólogo.

6. Existe algum tipo de padrão entre pessoas que passam por este fenômeno?
São mais comuns em jovens com aumento de estímulos cotidianos e hormonais, reforça Ricardo.

Ele também observa o fenômeno entre pessoas com dificuldade de lidar com sua própria sexualidade, “que apresentam uma sexualidade reprimida, podendo assim evidenciar algum conflito emocional”

7. Pode-se dizer que ele tem alguma coisa a ver com a falta ou com o excesso de sexo?
A terapeuta sexual Margareth explica que ter orgasmo durante o sono tem mais a ver com a privação de sexo do que com uma atividade sexual frequente. “No caso dos homens, se ele não tem uma descarga regular do esperma, a fisiologia do corpo cuida disso de algum jeito.”

8. Como ele é desencadeado?
Geralmente acontece em decorrência de fantasias do cotidiano, possíveis repressões sociais ou religiosas, hábitos pornográficos, estímulos visuais, segundo explica Ricardo.

9. Tem como estimular isso de alguma forma?
Não é possível ‘programar’ um orgasmo durante o sono. Entretanto, Ricardo observa que estímulos fantasiosos ou hábitos podem acabar contribuindo. “Isso se acumula em pensamentos e emoções, refletidos durante o sono”, afirma.

10. O orgasmo durante o sono está ligado com sonhos?
“No caso feminino sim, sempre mais ligado às fantasias que a mulher cria. No caso dos homens também pode ser, mas não necessariamente”, pontua Margareth.

Ela reforça que o sexo é uma necessidade tão básica quanto comer, beber e dormir. Quando o corpo não a atende, não há consequências, mas isso acaba se manifestando de alguma forma. No caso dos homens, é por meio da ejaculação noturna.

11. O orgasmo durante o sono é bom?
“Em geral ele tende a ser, e às vezes é até mais intenso por ter condições favoráveis, como o estado de relaxamento total que o sono propicia”, afirma Margareth.

12. É normal a pessoa acordar?
Ao chegar ao orgasmo durante o sono, a pessoa pode, sim, acordar, mas nem sempre. “Mesmo sem acordar, pode viver essa sensação plenamente”, acrescenta Margareth.

13. No orgasmo durante o sono, existe alguma interação com o parceiro, normalmente?
Geralmente não, já que a interação acontece só no sonho. “Pode acontecer que, ao ter um parceiro ao lado, ou algum objeto como travesseiro, bicho de pelúcia, ou até mesmo os lençóis, eles se tornem um estímulo para o orgasmo. Mas ocorre de forma aleatória e subjetiva. Não quer dizer que viver algum tipo de interação signifique uma reprodução do próprio parceiro ou alguém em especifico, pois isso é uma fantasia”, explica Ricardo.

14. O orgasmo durante o sono pode melhorar a vida sexual como um todo?
Na verdade o fenômeno não chega a melhorar nem a piorar a vida de ninguém, pontua Margareth. Ainda assim, ela informa que “o orgasmo é sempre uma experiência positiva”.

Ricardo acredita também que este tipo de acontecimento possa ampliar o conhecimento sexual por meio dos sentidos, da exploração do corpo, das emoções e sentimentos, “podendo assim melhorar sua vida sexual propriamente dita”.

15. Por que o cérebro sonha com sexo?
De acordo com João, o cérebro sonha com sexo por algumas causas. “Se o indivíduo anda muito excitado, se o sexo tem sido bom e gratificante; se anda sem sexo; em quadros de frigidez. Mulheres que não conseguem chegar ao orgasmo relatam não raramente sensação de orgasmo apenas no sonho”.

Fonte: Terra

Compartilhar:
    Publicidade