Oscar Pistorius pediu para amigo assumir tiro em restaurante

Atleta teria acidentalmente disparado uma arma embaixo de mesa do estabelecimento

Oscar Pistorius no tribunal. Foto:Divulgação
Oscar Pistorius no tribunal. Foto:Divulgação

Oscar Pistorius pediu a um amigo para assumir a culpa pelo disparo acidental de uma arma em um restaurante de Johannesburgo, semanas antes do atleta paralímpico matar a modelo Reeva Steenkamp, a sua namorada. A revelação foi feita nesta quarta-feira por uma das testemunhas do julgamento de Pistorius pelo assassinato de Reeva.

O depoimento do boxeador Kevin Lerena levanta questões sobre o caráter de Pistorius, que insiste ter matado acidentalmente a sua namorada na madrugada do dia 14 de fevereiro de 2013 na sua residência. Os promotores do caso alegam que ele atirou intencionalmente em Reeva.

Lerena disse que o disparo da arma aconteceu quando ele, Pistorius e outros dois amigos estavam em um restaurante de Johannesburgo em janeiro de 2013. Um amigo de nome Darren Fresco passou a arma para Pistorius debaixo da mesa e disse que ela estava com uma bala, segundo o boxeador. Em seguida, a arma disparou em direção ao chão, perto do pé de Lerena.

“Havia apenas o silêncio completo”, disse Lerena, que descreveu estar em estado de choque e ter sangue onde o dedo do pé foi atingido, de raspão, no incidente. Então, ele afirmou que Pistorius se desculpou, dizendo: “Você está bem? Está todo mundo bem?”.

Antes da gerência do restaurante se aproximar da mesa, disse Lerena, Pistorius pediu para Fresco afirmar que ele foi o responsável pelo tiro. “Basta dizer que foi você. Eu não quero qualquer tensão em torno de mim”, afirmou Lerena, lembrando as palavras de Pistorius. “Há muita badalação da imprensa em torno de mim”.

Lerena disse que pagou a conta e saiu do restaurante, e nunca falou sobre o incidente. Dois dias depois de Pistorius matar Reeva, ele disse que teve mais de 100 chamadas que não atendeu no seu telefone da imprensa de todo o mundo tentando entrar em contato com ele para perguntar sobre o incidente no restaurante.

Pistorius, de 27 anos, era um atleta mundialmente admirado, cuja carreira atingiu o ápice em 2012, quando ele participou dos Jogos de Londres, se tornando o primeiro competidor paralímpico a disputar uma edição da Olimpíada. Além disso, o sul-africano possui oito medalhas paralímpicas, sendo seis de ouro.

Fonte:Estadão

Compartilhar:
    Publicidade