Oswaldo explica ‘banana’ para torcida e já lamenta saída de Montillo

Oswaldo de Oliveira teve que escalar o Santos com cinco desfalques diante do Audax – Edu Dracena, Montillo e Arouca, lesionado, e Cícero e Leandro Damião, com problemas contratuais

Técnico do Santos já enfrenta sua primeira crise com a torcida do Santos. Foto:Divulgação
Técnico do Santos já enfrenta sua primeira crise com a torcida do Santos. Foto:Divulgação

Após sofrer para empatar diante do Grêmio Osasco Audax por 1 a 1, nesta terça-feira, no estádio do Pacaembu, pela segunda rodada do Campeonato Paulista, o técnico Oswaldo de Oliveira, do Santos, não ficou chateado apenas com o resultado da partida. O treinador teve que explicar a sua primeira crise com alguns torcedores santistas, e também já lamentou a saída do meia Montillo, que está se transferindo ao Shandong Luneng, da China, time do técnico Cuca.

O treinador ficou irritado após ser chamado de burro no final da partida, poucos minutos antes do Santos empatar o jogo com o gol do zagueiro Jubal, de cabeça. Após o gol, Oswaldo fez o famoso gesto de “dar banana” com os braços para os santistas que estavam atrás do banco de reservas.para explicar o problema, o técnico elogiou a Torcida Jovem, principal torcida uniformizada do clube.

“Não eram mais de dois. A torcida nós ajudou muito, a Torcida Jovem incentivou, aumentou o volume quando tomamos o gol, foi sensacional. Se o torcedor não apoia um garoto que vai entrar na primeira vez no Pacaembu, como vai ser? Não considero paixão, a Torcida Jovem sim, está de parabéns, me arrepiou, me encorajou”, explicou.

Em relação a Montillo, a diretoria do Santos ainda não confirmou oficialmente que Montillo já acertou sua transferência para o futebol chinês, porém Oswaldo de Oliveira praticamente sacramentou a saída do argentino. O treinador, inclusive, já pede um substituto para a vaga do meia.

“Eu lamento a saída do jogador, a gente sabe que hoje é muito difícil de manter jogadores desse nível, ainda mais com a pressão do mercado chinês. Nós vamos procurar suprir essa falta. Vamos tentar suprir a ausência dele”, revelou Oswaldo.

Oswaldo de Oliveira teve que escalar o Santos com cinco desfalques diante do Audax – Edu Dracena, Montillo e Arouca, lesionado, e Cícero e Leandro Damião, com problemas contratuais.

O treinador reconheceu a superioridade do Grêmio Osasco Audax, que não soube ampliar o marcador e sofreu o gol de empate no final do jogo. Oswaldo disse que não ficou surpreso com a qualidade do Audax. “Os atletas não foram surpreendidos, pois já sabíamos da qualidade deles. É um time ousado e bem treinado”, concluiu.

Fonte:Uol

Compartilhar: