Otávio Mesquita: “Faturava R$ 12 milhões na Band, no SBT chegou a R$ 30 milhões”

Com baixo custo para colocar o programa no ar, Otávio acredita que o lucro de ganhos da atração vai aumentar consideravelmente

Otávio deixou a Band após 12 anos na emissora e voltou para o SBT. Foto:Divulgação
Otávio deixou a Band após 12 anos na emissora e voltou para o SBT. Foto:Divulgação

Otávio Mesquita reuniu amigos e famosos para lançar seu novo empreendimento: a BRStar –  grupo focado na comercialização de mídias nas redes sociais de artistas – na noite dessa quinta-feira (20), com uma festa em sua casa no Morumbi, em São Paulo. “Já existia isso no esporte, eu pessoalmente já fazia, juntei meus sócios e decidimos ganhar dinheiro com isso”, contou ele.

Recentemente, Otávio deixou a Band após 12 anos na emissora e voltou para o SBT, onde deve estrear nas próximas semanas o “Okay Pessoal”. Apesar da nova fase na carreira, o apresentador cogitou deixar a TV e viver de seus negócios.

“Sou uma pessoa inquieta, quando saí da Band, imaginei que iria parar de fazer televisão, pensei em parar. Decidi montar essas duas empresas, a BRStars e uma empresa de água. Mas foi um momento legal porque quando todo mundo achava que eu estava na pior, dei a volta por cima”, explicou.

“A proposta do SBT foi irrecusável porque é um modelo de negócio que só o Ratinho, a Marília Gabriela e o Raul Gil têm, que é a sociedade, você tira as despesas e divide o lucro, eu sou sócio agora”, disse animado.

Com baixo custo para colocar o programa no ar, Otávio acredita que o lucro de ganhos da atração vai aumentar consideravelmente.

“O programa na Band faturava R$ 12 milhões por ano, no mínimo vai dobrar no SBT, uns R$ 30 milhões. Meu programa é muito barato para ser colocado no ar, mas fico impressionado com a liberdade comercial que tenho. Na Band eu não podia vender meu programa, no SBT eu só comunico o que estou fazendo. Tenho cinco cotas do meu programa quase fechadas, corro o risco de estrear com quatro cotas vendidas”.

Otavio também explicou o motivo que o fez sair da antiga emissora. “A Band não sacaneou. O que aconteceu foi que, tecnicamente, a madrugada foi comprada pelo bispo Edir Macedo, dava para colocar os dois no ar, mas o bispo queria entrar um pouco mais cedo, eu teria que fazer meu programa de uma hora em trinta minutos e eu não quis”.

Fonte:IG

Compartilhar:
    Publicidade