Padaria entrega vídeos do circuito interno de segurança ao Tribunal de Justiça do RN

Local foi palco de discussão envolvendo desembargador, cliente e garçom

Vídeos da discussão e do momento em que desembargador aborda garçom (acima) foram divulgados nas redes sociais. Aderson Silvino, presidente do TJ, irá apurar caso. Foto: Divulgação
Vídeos da discussão e do momento em que desembargador aborda garçom (acima) foram divulgados nas redes sociais. Aderson Silvino, presidente do TJ, irá apurar caso. Foto: Divulgação

O empresário Adelino Marinho, proprietário da padaria onde foi registrada no dia 29 de dezembro passado uma confusão entre o desembargador Dilermando Mota e um garçom do estabelecimento, foi notificado na tarde desta última quarta-feira (8) pelo Tribunal de Justiça para a entrega oficial dos vídeos do circuito interno de segurança, que registraram o incidente. “O oficial de Justiça chegou já no final da tarde, por cerca das 18h, para o recolhimento do material. Já queria entregar os vídeos e agora cabe à Justiça a condução da investigação”, disse Marinho.

Na última terça-feira (7), o presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Aderson Silvino anunciou a instauração de uma investigação preliminar para apurar o incidente ocorrido. A investigação segue os termos do artigo 8º da Resolução nº 135/2011, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e será apurada se foi cometida falta ou infração funcional pelo desembargador. Cabe ao presidente do TJRN a condução da investigação e o procedimento poderá resultar em arquivamento, sindicância ou em processo administrativo disciplinar.

No final do ano passado, o desembargador Dilermando Mota e clientes do estabelecimento protagonizaram uma discussão acalorada. Um dos clientes, o empresário Alexandre Azevedo, teria se indignado com o tratamento dispensado pelo magistrado ao garçom da padaria e tomou a defesa do funcionário. De acordo com pessoas que estavam no local, o incidente começou quando o garçom teria entregue um copo descartável com pedras de gelo ao desembargador  Dilermando Mota, que por sua vez, teria ‘maltratado’ o atendente com insultos, cena que causou a comoção de vários clientes.

O assunto tomou conta redes sociais e causou repercussão nacional. O garçom está de férias desde dia 02 deste mês, mas segundo o empresário Adelino Marinho, ele viajou e não está mantendo contato com a empresa e colegas de trabalho.

 

 

Compartilhar:
    Publicidade