Pai do Neymar ameaçou levar filho ao Corinthians, diz cartola do Santos

Segundo o relato do presidente licenciado, o pai do atleta o encontrou na manhã seguinte e pediu desculpas

Pai do craque jogou duro com a diretoria do Santos. Foto:Divulgação
Pai do craque jogou duro com a diretoria do Santos. Foto:Divulgação

O termo assinado em 2011, no qual o Santos autorizou Neymar a negociar sua transferência para outro clube, foi produzido a pedido do pai do atacante em negociação com a diretoria do clube.

“Essa carta foi uma exigência do pai do Neymar, entre tantas outras que ele fez. Ele pediu que o prazo do contrato fosse reduzido para 2014, exigiu 90% dos direitos de imagem do Neymar, bônus pela assinatura do acordo e aumento salarial”, relata Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, presidente santista à época.

O cartola, licenciado do clube por problemas de saúde, diz que, antes de firmar o novo contrato com o Santos, o pai de Neymar ameaçou tirar o atacante do clube e levá-lo para o Corinthians.

“Um dia antes de acertarmos a permanência do Neymar, ele disse que tinha propostas do Barcelona, do Real Madrid e uma sondagem do Bayern [de Munique]. Eu disse que não ia vender. Ele, então, falou que iria levar o menino para o Corinthians. Na hora, eu levantei e saí da mesa”, conta Luis Alvaro.

Segundo o relato do presidente licenciado, o pai do atleta o encontrou na manhã seguinte e pediu desculpas.

Foi neste novo encontro, diz Luis Alvaro, que o pai do jogador exigiu que fosse produzido o termo o autorizando a negociar com outros clubes. “Essa carta é boba. Mesmo sem ela, eu não poderia impedi-lo de conversar com outros times”, diz.

Fonte:FSP

Compartilhar: