Pais de jogador alemão são assaltados durante passeio em Recife

“Express” diz que parentes contrariaram recomendações de segurança da DFB

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Alemanha saiu do Recife com três pontos e a primeira colocação no Grupo G, mas nem todos ficaram satisfeitos com a estadia na cidade. O volante Sami Khedira, por exemplo, não saiu do banco de reservas contra os Estados Unidos e ainda viu os pais serem assaltados. A informação é do diário alemão “Express” deste domingo.

Doris, de 46 anos, e Lazhar Khedira, de 53, queriam conhecer Recife na véspera da partida, no último domingo. E por isso deixaram o hotel onde estavam sem consultar as recomendações de segurança da agência de viagem da DFB (Federação Alemã de Futebol).

Segundo a publicação, dois homens em motocicletas observavam o casal atentamente e praticaram o assalto com armas de fogo. Lazhar e Doris não reagiram e entregaram pertences como carteira, relógio, joias e telefones celulares.

A Alemanha está em Porto Alegre para disputar as oitavas de final da Copa do Mundo. Nesta segunda-feira, às 17h (de Brasília), a seleção enfrentará a Argélia, no Beira-Rio.

Fonte: Globo.com

Compartilhar: