Palmeiras vacila fora e leva virada do Sampaio Corrêa na Copa do Brasil

Equipe do técnico Gilson Kleina sofre dois gols em três minutos e volta para São Paulo com derrota

Técnico Gilson Kleina pode cair a qualquer momento. Foto: Divulgação
Técnico Gilson Kleina pode cair a qualquer momento. Foto: Divulgação

O roteiro foi o mesmo dos último jogos. Com atuação ruim, o Palmeiras chegou a abrir o placar, mas foi derrotado de virada por 2 a 1 pelo Sampaio Corrêa, no Maranhão, pela segunda fase da Copa do Brasil. O time chegou à terceira derrota seguida, o que aumenta ainda mais a pressão em cima de Gilson Kleina.

O técnico apresentou duas novidades. No gol, Fábio ganhou a vaga do contestado Bruno. No meio, a surpresa negativa. Kleina escalou o volante Renato ao lado de Josimar, Wesley e Mendieta, deixando o time muito pesado e previsível.

Como era de se esperar, a equipe teve problemas na criação. Renato e Josimar tentavam proteger a defesa, enquanto Wesley, pela esquerda, e Mendieta, na direita, ficavam mais à frente. Nenhum deles, no entanto, assumiu a responsabilidade de conduzir a bola e dar um pouco de inteligência ao meio.

O Sampaio Corrêa, que começou fechado, viu que dava para se aventurar no ataque e o fez sem dificuldades. Com muitas bolas nas costas da defesa alviverde, principalmente de Wendel e Juninho, o time do Maranhão atacou mais, mas sem oferecer muito perigo a Fábio.

Nas poucas vezes em que conseguiu chegar ao gol adversário, o Palmeiras também não assustou. No intervalo, Diogo entrou no lugar de Josimar e deu maior movimentação ao time, mas, antes da abertura do placar, foi preciso que Fábio salvasse o time. Ele defendeu uma cobrança de falta de Arlindo Maracanã e, depois, um chute à queima-roupa de Willian Paulista.
Até que, aos 20, Mendieta deu passe na medida para Henrique, que de esquerda bateu cruzado e rasteiro para abrir o placar. Com a vantagem, aconteceu algo que se tornou corriqueiro para o Palmeiras: o time recuou demais. O Sampaio Corrêa foi para cima e a virada não demorou para acontecer.

Aos 36, Edmar empatou, após cruzamento para a área de Arlindo Maracanã. Três minutos depois, em um contra-ataque, Edgar deixou Wendel para trás, bateu na saída de Fábio e virou o placar. O Palmeiras ficou sem a vitória e, provavelmente, ficará também sem o treinador.

FICHA TÉCNICA:
SAMPAIO CORRÊA 2 x 1 PALMEIRAS

SAMPAIO CORRÊA - Rodrigo Ramos; Paulo Ricardo, Edimar, Jadson e Willian Simões; Jonas, Uilian Corrêa, Arlindo Maracanã e Válber (Anderson Pimenta); Willian Paulista e Waldir (Edgar). Técnico: Flávio Araújo.

PALMEIRAS - Fábio; Wendel (Serginho), Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Renato, Josimar (Diogo), Wesley, Mendieta; Leandro e Henrique (Mazinho). Técnico: Gilson Kleina.

GOLS - Henrique, aos 20, Edimar, aos 36, e Edgar, aos 39 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jonas, Wendel, Uilian Corrêa, Juninho, Edgar.

ÁRBITRO - Pathrice Wallace Maia (RJ).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Castelão, em São Luís (MA).

Fonte: Estadão

Compartilhar:
    Publicidade