Palmeirense preso por agressão enviou ameaças de morte à delegada

o torcedor Diego Mendes da Silva enviou mensagens de texto ao celular da delegada com o objetivo principal de fazer ameaças de morte ao blogueiro, que colaborava com as investigações

Torcedor é integrante da Mancha Verde. Foto: Divulgação
Torcedor é integrante da Mancha Verde. Foto: Divulgação

Um integrante da torcida organizada Mancha Alviverde, preso nesta sexta-feira em São Paulo por agressão a um blogueiro palmeirense, é investigado também por ameaças que teria feito à delegada Margareth Barreto, da Delegacia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), responsável pelo caso.

O jornalista Conrado Cacace, do blog Verdazzo, foi agredido após uma partida entre Palmeiras e Santos pelo Campeonato Paulista, na Vila Belmiro, em 23 de março deste ano. Ele sofreu fraturas nos ossos da face e teve que passar por cirurgia. De acordo com o delegado Mário Sérgio de Oliveira Pinto, o torcedor Diego Mendes da Silva enviou mensagens de texto ao celular da delegada com o objetivo principal de fazer ameaças de morte ao blogueiro, que colaborava com as investigações.

“Foram ameaças de morte especialmente dirigidas à vitima, com reflexos à autoridade também. O Diego encaminhou uma mensagem de celular dizendo que eles matariam a vítima justamente pelo fato de a vítima colaborar com a investigação”, disse Pinto em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

Segundo o delegado, a ameaça agrava a situação do torcedor. “Por ser uma investigação em andamento, (a ameaça) tipifica-se na lei como coação do curso do processo”, explicou Pinto, que afirmou ainda que esse mesmo torcedor Diego é investigado também pela morte do corintiano Douglas Karin Silva, em 2011 - o corpo do torcedor foi encontrado no rio Tietê após uma briga entre as torcidas.

Os outros presos pela agressão ao blogueiro são Gabriel Rocha Cardoso, Luan Júnior Magalhães e Davison Marcos da Mota, este último também investigado por tentativa de homicídio em outro crime. Eles são suspeitos de associação criminosa, roubo e lesão corporal dolosa – a vítima sofreu fraturas nos ossos da face e teve o celular roubado – e incialmente ficarão detidos por 30 dias (prisão temporária). Um quinto suspeito, Carlos Henrique de Souza, não foi localizado e é considerado foragido da Justiça.

De acordo com o delegado, a agressão ao blogueiro foi premeditada pelo grupo. “São torcedores fanáticos, que não concordavam com a opinião do também palmeirense e blogueiro, por seus comentários no site. Nós verificamos que o crime foi premeditado. Eles planejaram encontrá-lo no estádio, o localizaram e o perseguiram. Então, na saída do jogo, em um momento de maior vulnerabilidade, ele foi emboscado e brutalmente atacado”, declarou Pinto.

Para o delegado, não foi um comentário específico feito pelo blogueiro que motivou a agressão, mas sim a série de críticas que ele fazia ao Palmeiras. “Foram diversas opiniões emitidas por esse blogueiro, que faz críticas ao seu próprio time, sejam elas com relação à administração, sejam elas com relação à contratação de jogador. Então foi essa série de comentários com os quais esses torcedores não concordavam que acabou gerando essa intolerância, essa raiva profunda”, completou.

Fonte: Terra

Compartilhar: