Papa anuncia que o padre jesuíta Anchieta vai virar santo em abril

Canonização foi declarada por decreto pelo Papa, a pedido da CNBB, dispensando milagres

ytjtyjtyjtyjtyjtj

O padre José de Anchieta deverá ser canonizado no início de abril. O anúncio de sua santidade, declarada por decreto pelo Papa Francisco em vez de uma cerimônia solene, foi feito ontem pelo arcebispo de Aparecida e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o cardeal Dom Raymundo Damasceno Assis. Francisco dispensou a comprovação de um milagre, necessária em todo processo de canonização.

“Eu tive a honra e a alegria de receber um telefonema pessoal do Santo Padre para dizer, justamente, que acolhia positivamente o pedido de canonização”, comemorou o arcebispo.

A canonização atende ao pedido feito recentemente pela CNBB ao Papa Francisco. “Ao responder positivamente, o Papa nos enche de alegria e satisfação, principalmente nos locais por onde ele passou: São Paulo, Espírito Santo e Bahia. Ele é uma pessoa que marcou a nossa história desde o início”, afirmou o arcebispo.

O ‘Apóstolo do Brasil’, como ficou conhecido, havia sido beatificado pelo Papa João Paulo II, em Roma, em 22 de junho de 1980. A data da canonização ainda não foi definida. A assinatura do documento deverá ocorrer antes da canonização dos papas João XXIII e João Paulo II, marcada para o dia 27 de abril, segundo a Rádio Vaticano. A cerimônia deverá reunir mais de dois milhões de católicos na Praça São Pedro, em Roma.

O beato José de Anchieta nasceu nas Ilhas Canárias, na Espanha, em 19 de março de 1534. Veio para o Brasil em 1551 como missionário da Companhia de Jesus e, ainda noviço, em 25 de janeiro de 1554, participou da fundação da Vila de Piratininga e do Colégio de São Paulo, que deu origem à cidade de São Paulo.

Anchieta foi um padre jesuíta responsável pela catequização dos indígenas. O religioso defendia os índios dos abusos dos colonizadores portugueses que queriam escravizá-los e lhes tomar mulheres e filhos. “O beato Anchieta, Apóstolo do Brasil, é venerado em todas as regiões do país e centenas de graças são atribuídas à sua intercessão”, observou o padre César Augusto dos Santos, vice-postulador da causa de canonização, em entrevista ao jornal ‘Estado de S. Paulo’.

O arcebispo de Aparecida disse que haverá celebrações pela canonização de Anchieta durante a assembleia-geral do episcopado em Aparecida, na primeira quinzena de maio, e nas cidades em que ele atuou como missionário: São Paulo, Rio de Janeiro, Vitória e Salvador.

yjkytjytjtyj

 

Fonte: iG

Compartilhar: