Papa Francisco suprime o título de ‘monsenhor’ na Igreja

O secretário de Estado do Vaticano enviou uma carta para que informem aos bispo a nova medida

O único título que os bispos poderão conservar é o de "capelão de Sua Santidade". Foto: Divulgação
O único título que os bispos poderão conservar é o de “capelão de Sua Santidade”. Foto: Divulgação

O papa Francisco, que deseja uma igreja mais humilde e próxima das pessoas, decidiu suprimir os títulos honorários, entre eles o de “monsenhor”, uma medida para acabar com o classismo e o espírito mundano dentro da hierarquia eclesiástica.

A medida foi tomada há várias semanas e divulgada nesta quarta-feira pela imprensa italiana.

O secretário de Estado do Vaticano enviou uma carta aos núncios ou embaixadores da Santa Sé em todo mundo para que informem aos bispos sobre a medida.

O único título que os bispos poderão conservar é o de “capelão de Sua Santidade”, afirma o texto, que enfatiza que a medida não tem caráter retroativo, e por isso muitos eclesiásticos da Cúria Romana, o governo central, continuarão mantendo o título de monsenhor.

Em 1968, o papa Paulo VI, fonte de inspiração para Francisco, reduziu o número de títulos honorários dentro da Igreja, que eram de 14.

A medida está de acordo com o desejo do papa jesuíta de reformar a Igreja de forma gradual.

 

Fonte: Uol

Compartilhar:
    • Elio

      o Papa Francisco é “o cara”. Tem credibilidade perante o mundo inteiro porque vive aquilo que prega.

    • Adilson M

      A Bíblia diz que há um só Deus e um só Senhor, Jesus Cristo. Logo, não existe monsenhor nenhum, também não existe “Nossa Senhora”. Mas o papa ,título proibido por Jesus, (Mateus 23:9), não vai dizer isso porque será linchado pelos católicos, idólatras, os quais colocam Maria acima de Jesus, a qual representam como uma jovenzinha com um menininho no colo. Para eles, Jesus ainda engatinha e come papinha. Há até mesmo um tal “menino Jesus de Praga. E nem se dão conta desse ridículo!
      Jesus proibiu também a hierarquia, Marcos 9:35.

    Publicidade