Parques eólicos do RN já ultrapassam a geração de mil megawatts de energia – Marcos Aurélio de Sá

- Na data de ontem o Rio Grande do Norte conseguiu, finalmente, ultrapassar a marca de 1 gigawatts (mil MW)…

- Na data de ontem o Rio Grande do Norte conseguiu, finalmente, ultrapassar a marca de 1 gigawatts (mil MW) de energia gerados pelas dezenas de parques eólicos já implantados e em operação em pontos diversos do nosso território, em maior número nos municípios costeiros da região do Mato Grande.

- Os dados que colocam o Estado como o primeiro do Brasil a atingir esse patamar e também em destaque no cenário mundial da produção de energia renovável foram divulgados pela Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica).

- Com capacidade instalada de 1.163,5 megawatts e 41 parques em pleno funcionamento, o RN chega, assim, ao primeiro lugar nacional na geração de energia a partir do aproveitamento da força e da regularidade dos ventos nordestinos, superando até países como a Noruega (700 MW) e outros da Europa, que exploram a muito mais tempo essa fonte energética.

- Segundo informes do GWEC – sigla em inglês do Conselho Global de Energia Eólica – os ora divulgados pela ABEEólica, se o Estado potiguar fosse um país estaria hoje incluído no rol dos 24 países do mundo que alcançaram essa marca.

- O secretário estadual do Desenvolvimento Econômico, Sílvio Torquato ressalta o fato de que o total de investimentos privados direcionados à implantação de parques eólicos no Rio Grande do Norte já ultrapassa os R$ 14 bilhões, o que corresponde a quase uma vez e meia o Orçamento Geral do Estado no corrente exercício.

- Com a conclusão das obras em andamento no RN, que visam ampliar as redes de alta tensão que farão a transmissão da energia gerada pelas usinas eólicas para outras regiões do Brasil, a expectativa do Governo do Estado é de que mais 748 MW serão brevemente incorporados à nossa atual capacidade de geração de energia elétrica.

Natal sediará, dias 19 e 20, o I Simpósio Brasil-Alemanha de Energias Renováveis

- Graças a uma parceria estabelecida ano passado entre a Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Norte (Fiern) e o principal instituto científico da Europa voltado para pesquisas sobre energia solar (o Fraunhofer Institut für Solare Energie, da Alemanha), intermediada pelo cônsul honorário alemão no RN, empresário Axel Geppert, Natal sediará na próxima semana (segunda e terça-feira) o I Simpósio Brasil-Alemanha de Energias Renováveis (BAER).

- O evento, que contará com a participação de dezenas de cientistas, técnicos, pesquisadores, investidores e dirigentes de empresas fabricantes de parques solares, será realizado no auditório do CTGás-ER (Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis), tendo como tema “A Energia Solar Fotovoltaica: Tecnologia, Oportunidades, Barreiras a Serem Superadas, Facilitadores e Melhorias Práticas”.

- Serão postas em discussão a conjuntura do desenvolvimento tecnológico e a massificação do uso de sistemas fotovoltaicos na Alemanha, com o objetivo de se poder aplicar aqui as lições aprendidas lá, numa política de incremento da indústria de geração de energia solar no Brasil, em particular no RN.

- Na opinião do cônsul Axel Geppert, em médio prazo o Estado potiguar deverá presenciar a instalação de parques solares recobrindo com painéis fotovoltaicos pontos diversos do seu território a fim de captar a energia do sol. E este I Simpósio Brasil-Alemanha de Energias Renováveis certamente ajudará a delinear o desenvolvimento da indústria nacional na cadeia produtiva de energia solar fotovoltaica no Brasil.

- Ele ainda considera que, mais de 300 dias de sol por ano e baixa ocorrência de formação de nuvens, o Rio Grande do Norte é um dos Estados com maior potencial solar do país.

DNOCS nega atraso nos repasses para obras da barragem de Oiticica

- Em nota oficial, a direção do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas refuta declarações de autoridades governamentais do Rio Grande do Norte culpando o atraso na liberação de recursos por parte do órgão pelas dificuldades enfrentadas na execução das obras de construção da Barragem de Oiticica, na região Seridó.

- A nota esclarece que todos os repasses têm sido feitos regularmente e nos prazos certos, e diz mais que toda a responsabilidade pelo cumprimento do cronograma da obra é do Governo Estadual.

- O valor total do convênio firmado é de R$ 311 milhões, dos quais o DNOCS é responsável por R$ 292 milhões (equivalente a 93,89 por cento do total), ficando o Governo do RN responsável por uma contrapartida de R$ 19 milhões.

- O DNOCS também esclarece na nota que “desapropriações, reassentamentos, projetos e supervisões são de responsabilidade do Estado”.

Agência de Fomento do RN está no azul

- Os números oficiais – e detalhados – só deverão ser divulgados no final do mês de junho. Mas, internamente, o clima na Diretoria Executiva e no Conselho de Administração da Agência de Fomento do Estado (AGN) é de comemoração em relação ao próximo balanço semestral da instituição.

- Um levantamento preliminar, feito há alguns dias e considerando dados até abril, mostra que o resultado financeiro da AGN – que estava negativo em mais de R$ 3,5 milhões – conseguiu finalmente ser revertido em saldo positivo.

- A atual Diretoria, comandada pelo engenheiro João Augusto da Cunha Melo e respaldada pelo apoio da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico – pasta à qual a Agência é subordinada – espera agora trabalhar em busca de números cada vez mais robustos.

- O detalhe é que este resultado impacta direta e positivamente na capacidade de captação de novos recursos e, consequentemente, de financiamento a projetos de fomento aqui no estado, como é o caso do programa “Mão Amiga”, um dos mais bem sucedidos programas de microcrédito dos últimos anos.

Leilão “Seridó Terra do Leite” oferecerá 15 animais puros do plantel da Emparn

- Será amanhã, no final da tarde, dentro da programação da 41ª. Exposição Agropecuária do Seridó, na cidade de Caicó, o tradicional leilão de bovinos “Seridó Terra do Leite”, com cerca de 50 lotes de animais puro de origem oriundos dos planteís dos principais selecionadores do Estado.

- Desta feita a Emparn (Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte) colocará à venda pela maior oferta 15 tourinhos e matrizes leiteiras das raças Pardo-Suíço, Gir, Guzerá e Sindi, todos de alto nível genético.

- As vendas serão feitas em 20 parcelas, sem juros.

 

Compartilhar: