Partida entre Uruguai e Itália tem ingressos vendidos por mais de R$ 1,5 mil

Entradas para o jogo em Netal chegam a R$ 1,1 mil em site de vendas

Arena das Dunas será palco de clássico mundial valendo classificação. Foto: Divulgação
Arena das Dunas será palco de clássico mundial valendo classificação. Foto: Divulgação

Se na Arena das Dunas as seleções do Uruguai e da Itália terão disputa acirrada, valendo a permanência na Copa do Mundo, fora do gramado os torcedores lutam com o mesmo afinco por um ingresso para a partida marcada para terça-feira, em Natal. Esgotados há tempos no site da Fifa, os ingressos são vendidos por quase quatro vezes o preço original – que variava de R$ 60 a R$ 350. No site Iguana Tickets, um ingresso para o jogo era anunciado a R$ 1.194,03. Pela manhã, havia 32 disponíveis. Duas horas mais tarde, estavam esgotados.

A oferta dos ingressos a preços extorsivos não é só no mundo cibernético. Há natalenses que compraram o ingresso, mas estão achando mais vantajoso passar adiante, pela possibilidade de lucro. Um rapaz que preferiu não se identificar tentava vender duas entradas para amigos por R$ 1.200. Ele comprou cada um por R$ 60. O plano inicial era assistir à partida, mas a cobiça falou mais alto.

“Estou precisando do dinheiro. Por esse preço, o pessoal vende só um. Mas eu quero vender logo”, disse o torcedor, acrescentando que a negociação só poderia ser fechada em dinheiro.

Uma natalense também achou mais vantagem vender os três ingressos que tinha comprado para a partida em vez de ir ela mesma à Arena das Dunas. Ontem, ela cobrava R$ 2.000 por três entradas, também pelo intermédio de amigos. Tinha gente brigando para comprar.

Nas principais agências de viagem de Natal, a procura por ingressos é grande, mas as empresas não têm como atender à demanda. Ontem, torcedores uruguaios chegaram a ir ao consulado que funciona provisoriamente em Natal à procura de entradas para a partida. Também não obtiveram ajuda.

“Não temos ingressos, isso é com a Fifa”, sentenciou o cônsul de Salvador, César Soáres, que montou escritório em Natal para atender seus conterrâneos durante os jogos da Copa do Mundo.

O comandante da Polícia Militar do estado, coronel Francisco Araújo, disse que será reforçado o policiamento nos quatro portões de entrada do estádio, onde os torcedores passam pelos detectores de metal. Há preocupação com a atuação de cambistas. Quando Japão e Grécia jogaram, foram presas ao menos três pessoas perto do Arena das Dunas tentando vender ingressos para a partida. Um grego tinha 300 ingressos em uma bolsa; um dinamarquês tinha 20; e um japonês, quatro.

“Vai ter mais policiamento dessa vez”, garantiu o coronel.

Desde o início da Copa do Mundo, houve outras prisões de estrangeiros tentando vender ingressos perto do estádio. No dia 13, quando México e Camarões se enfrentaram na Arena das Dunas, a primeira partida em Natal, quatro mexicanos foram detidos. No mesmo dia, um camaronês foi preso pelo mesmo motivo. No dia 16, quando Estados Unidos e Gana jogaram, um americano foi detido com ingressos para a venda. A prática é proibida pela Fifa.

Fonte: O Globo

Compartilhar:
    Publicidade