Paulo Davim descumpre decisão e apoia candidato que não é do PV

Em julho, inclusive, Paulo Davim saiu em fotos ao lado de Walter Alves, que ganhou o apoio da classe médica do Rio Grande do Norte

PAULO-DAVIM

O presidente estadual do Partido Verde, o senador Paulo Davim, informou na edição desta terça-feira, d’O Jornal de Hoje, que vai pedir intervenção em 19 diretórios municipais porque os líderes não vão votar em candidatos da sigla nas eleições deste ano. Até aí, nenhum problema, uma vez que se trata de determinação da Executiva Nacional. O problema é que o próprio Davim tem participado de agenda do candidato a deputado federal Walter Alves, do PMDB, que é candidato contra o atual federal do PV, Paulo Wagner.

Em julho, inclusive, Paulo Davim saiu em fotos ao lado de Walter Alves, que ganhou o apoio da classe médica do Rio Grande do Norte. Segundo a comunicação oficial de Walter, Davim elogiou a iniciativa da classe em se reunir em torno do nome de Walter, que é filho do senador Garibaldi Alves Filho, eleito em 2010 e que se licenciou do cargo para ser ministro, deixando, justamente, o suplente Paulo Davim no cargo.

Enquanto isso, sobre Paulo Wagner, deputado federal do PV candidato a reeleição, Paulo Davim tem se manifestado pouco. Na verdade, uma das poucas vezes que teria falado sobre o correligionário nesta eleição, Davim afirmou que Wagner havia desistido da candidatura. A informação, entretanto, foi negada quase que no mesmo dia pelo deputado.

E, apesar dessa situação de aproximação de Walter e distanciamento de Wagner, Paulo Davim determinou a intervenção, porque esses municípios “estaria descumprindo deliberação da Executiva Nacional no sentido de que sejam apoiadas candidaturas proporcionais do PV nas eleições deste ano e vários municípios do Rio Grande do Norte não estavam obedecendo”.

Paulo Davim informou ao JH, ainda, que foi decretada vacância nos municípios acima citados e está sendo feito um trabalho de verificação para detectar o descumprimento da norma em vários outros diretórios e caso seja contatado a veracidade do fato, a exemplo dos demais municípios também será decretada vacância. “Acredito que outras intervenções serão feitas e posteriormente anunciadas”, disse o presidente do Diretório Estadual do PV, lembrando ser necessário que os filiados do Partido Verde votem nos candidatos do partido para que não seja cometida infidelidade partidária

Compartilhar: