Pedreiros atropelam mulher, tomam arma de PM e atiram em médico no hospital

Suspeitos foram presos no trabalho em Belo Horizonte

Confusão aconteceu na porta de hospital em Contagem. Foto: Divulgação
Confusão aconteceu na porta de hospital em Contagem. Foto: Divulgação

Dois pedreiros foram presos em flagrante na tarde desta quarta-feira (16) ao atropelar uma mulher na porta de um hospital, tomar a arma de um policial militar e atirar em um médico no Jardim Industrial, em Contagem, na Grande BH. Eles fugiram e levaram a arma para o trabalho, mas acabaram deixando os documentos cair na rua e foram localizados pela PM.

Edson da Rocha Gonçalves, de 27 anos, pilotava a moto. Ele e Lucas de Souza Andrade, de 18 anos, se envolveram no atropelamento de uma mulher na porta do Hospital Santa Rita, em Contagem. Um tenente do Batalhão de Trânsito da PM, que deixava o serviço, tentou impedir a fuga e foi agredido pela dupla. Na luta, os suspeitos tomaram a carteira e a arma do policial. Um disparo atingiu um médico que passava pelo local.

Na fuga, Edson da Rocha acabou deixando cair a identidade na rua, o que ajudou a polícia a encontrá-lo meia hora depois. Os suspeitos trabalhavam em uma obra no Hospital Júlia Kubistchek, no Barreiro. A arma e os documentos do militar foram encontrados no armário dos suspeitos.

Segundo a PM, a mulher atropelada e o médico baleado foram atendidos e não correm risco de morrer.

Fonte: R7

Compartilhar: