Pelé se diz incompreendido e pede reconhecimento enquanto estiver vivo

Recentemente, o ex-jogador foi duramente criticado por considerar normal um acidente fatal durante a construção do estádio do Corinthians. Ele quer ser homenageado em vida

Pelé, ex-jogador do Santos e da seleção. Foto: Divulgação
Pelé, ex-jogador do Santos e da seleção. Foto: Divulgação

Pelé já se acostumou com as polêmicas que resultam de suas entrevistas, mas se diz incompreendido pelo público e pela imprensa. Aos 73 anos, o melhor jogador de futebol de todos os tempos manifestou o desejo de ser reconhecido em vida por seus feitos no esporte.

“Muitas vezes, as pessoas não entendem. Já estou nessa vida há muito tempo e sei que o que os jornalistas querem é escrever. As duas últimas críticas que me fizeram, por exemplo, foi porque não entenderam o que eu disse”, afirmou Pelé nesta quinta-feira, em São Paulo.

O ex-jogador foi criticado por considerar “normal” um acidente fatal durante a construção do estádio do Corinthians, sede do jogo de abertura da Copa do Mundo, e por desencorajar a população a promover manifestações durante a disputa do torneio.

“O futebol é o esporte que mais promove o Brasil. Falam muito dos estádios superfaturados, da corrupção, do caso da Petrobras. A gente sabe de tudo isso. Mas o que os jogadores têm a ver? Eles não têm culpa pela corrupção”, afirmou, tentando explicar seu ponto de vista.

O ex-jogador costuma ser ridicularizado por Romário, atual deputado federal e autor da célebre fase: “O Pelé calado é um poeta”. As previsões do antigo camisa 10 antes das Copas do Mundo também já foram motivos de chacota em países como Colômbia e Chile.

“O brasileiro é muito exigente, principalmente no futebol. É uma coisa que não tem explicação”, disse Pelé, antes de fazer um pedido. “Quando alguém morre, vira bonzinho. Quero ser elogiado em vida, quero me reconheçam agora. Não esperem que eu morra para me elogiar”.

Fonte: IG

Compartilhar: