As perguntas que a presidente-candidata Dilma não quis responder na TV

Presidente-candidata se recusou a participar de entrevista no Jornal da Globo

Dilma não explicou a ausência na bancada do Jornal da Globo. Foto: Divulgação
Dilma não explicou a ausência na bancada do Jornal da Globo. Foto: Divulgação

A presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) se recusou a participar nesta terça-feira da série de entrevistas feitas pelo Jornal da Globo com os presidenciáveis. Segundo a TV Globo, a petista não informou o motivo – apenas disse não. A ordem dos entrevistados foi escolhida por sorteio. A sabatina é gravada nos estúdios do jornal, em São Paulo, horas antes do programa ir ao ar.

Nesta terça, Dilma esteve bem perto do local da entrevista: ela passou o dia na Grande São Paulo e cumpriu agenda de candidata no ABC paulista, reduto petista, com o ex-presidente Lula. Na segunda, também estava na capital paulista, no debate promovido pelo jornal Folha de S. Paulo e pelo SBT. Na ocasião, fez questão de dizer que estava nervosa diante das câmeras – o desempenho ao microfone deixou claro mais uma vez seu desconforto com entrevistas e debates.

A emissora divulgou as seis perguntas que os apresentadores inicialmente prepararam para a petista e informou que é a primeira vez que uma candidata convidada recusa a sabatina de 25 minutos. Marina Silva, do PSB, foi entrevistada na segunda. Na quarta, será a vez de Aécio Neves. Saiba quais eram as perguntas que Dilma não quis responder:

1. Os últimos índices oficiais de crescimento indicam que o país entrou em recessão técnica. A senhora ainda insiste em culpar a crise internacional, mesmo diante do fato de que muitos países comparáveis ao nosso estão crescendo mais?

2. A senhora continuará a represar os preços da gasolina e do diesel artificialmente para segurar a inflação, com prejuízo para a Petrobras?

3. A forma como é feita a contabilidade dos gastos públicos no Brasil, no seu governo, tem sido criticada por economistas, dentro e fora do país, e apontada como fator de quebra de confiança. Como a senhora responde a isso?

4. A senhora prometeu investir R$ 34 bilhões em saneamento básico e abastecimento de água até o fim do mandato. No fim do ano passado, tinha investido menos da metade, segundo o Ministério das Cidades. O que deu errado?

5. Em 2002, o então candidato Lula prometeu erradicar o analfabetismo, mas não conseguiu. Em 2010, foi a vez da senhora, em campanha, fazer a mesma promessa. Mas foi durante o seu mandato que o índice aumentou pela primeira vez, depois de 15 anos. Por quê?

6. A senhora considera correto dar dentes postiços para uma cidadã pobre, um pouco antes de ser feita com ela uma gravação do seu programa eleitoral de televisão?

Compartilhar: