Pesquisa: dois dias fora do Facebook é ruim para autoestima

O resultado da pesquisa foi feito por meio de questões aplicadas aos participantes.

Publicada no jornal Influence Social, a pesquisa ainda continua com acompanhamento dos cientistas da universidade australiana, para examinar os efeitos de serem vistos Foto: Divulgação
Publicada no jornal Influence Social, a pesquisa ainda continua com acompanhamento dos cientistas da universidade australiana, para examinar os efeitos de serem vistos Foto: Divulgação

Solidão e falta de autoestima são os resultados de ficar dois dias sem acessar o Facebook, aponta uma pesquisa da Universidade de Queenland, na Austrália. O projeto realizado pela cientista Stephanie Tobin e revela os efeitos sociais nas pessoas quando elas estão desconectadas da rede de Mark Zuckerberg

O estudo foi dividido em duas partes. Na primeira foram recrutados usuários que postam frequentemente online. Metade dos entrevistados ficou postando normalmente, enquanto a outra parte apenas observou, à espreita. Já na outra parte do estudo, os estudados foram unidos e usaram contas criadas pelos pesquisadores e foram encorajados a postar e comentar em outros perfis do Facebook.

Cerca de 50% dos participantes tiveram respostas em seus posts. A parte que não postou foi esquecida no Facebook. A análise mostrou que àqueles que ficaram no ostracismo e os que ficaram sem interagir apresentaram níveis baixos de autoestima e solidão. O resultado da pesquisa foi feito por meio de questões aplicadas aos participantes.

Publicada no jornal Influence Social, o estudo ainda continua com acompanhamento dos cientistas da universidade australiana para examinar os efeitos dos usuários serem “vistos”.

Fonte: Terra

Compartilhar: