Pesquisa – Túlio Lemos

A pesquisa GPP, divulgada hoje pela Rádio Cidade, 94 FM, revela empate entre os dois principais concorrentes, Henrique Alves e…

A pesquisa GPP, divulgada hoje pela Rádio Cidade, 94 FM, revela empate entre os dois principais concorrentes, Henrique Alves e Robinson Faria. Comparando com levantamento anterior do mesmo instituto, os percentuais permanecem praticamente inalterados. Ou seja: em 15 dias de campanha, não houve nada de muito significativo que mudasse o quadro para o eleitor.

PESO

Inquestionável o fato de que a chapa Henrique e Wilma, com sua superioridade política, termina sendo vista como pesada pelo eleitorado, pelo fato de não conseguir impor vantagem eleitoral aos adversários Robinson e Fátima.

ESTRUTURA

Independente da avaliação do empate ou de vantagem de Henrique sobre Robinson, o que chama mais atenção é o fato de que uma candidatura que conta com mais de 120 prefeitos, 20 deputados estaduais, três senadores, sete ex-governadores e centenas de lideranças espalhadas por todo o Estado, não conseguiu um ritmo de crescimento que pudesse impressionar tanto quanto o tamanho do palanque.

LIDERANÇA

O fato é que o megapalanque, indiscutivelmente o mais forte em termos de lideranças montado nos últimos anos no RN, não conseguiu envolver o eleitor em suas propostas de mudança. A força da liderança ainda não foi traduzida em intenção de voto no eleitorado. Não se sabe o motivo real: se pela rebeldia do eleitor diante de sua liderança local; ou pelo desgaste da liderança, punido pelo eleitor.

DISPUTA

Para quem imaginava que o rolo compressor da chapa Henrique e Wilma iria massacrar os adversários Robinson e Fátima, se surpreende diante da estagnação das candidaturas e do equilíbrio da disputa eleitoral. A dois meses da eleição, não há favoritos. A situação poderá mudar quando começar o horário eleitoral no rádio e na TV.

SENADO

A disputa individualizada pela única vaga do Senado, também revela certo equilíbrio entre Wilma de Faria e Fátima Bezerra. Pelo passado da ex-governadora, esperava-se que ela estivesse com uma vantagem mais elástica em relação a Fátima. Vislumbra-se também uma eleição disputada.

PRESIDENTE

Um dado que praticamente coincide em todas as pesquisas é a superioridade absoluta da presidente Dilma Rousseff nas intenções de voto do eleitor potiguar. A vantagem é gigantesca diante dos demais candidatos. No geral, não vale nada, pois o RN é desprezível no mapa eleitoral brasileiro. O que vale é saber quem vai usar Dilma e Lula no palanque local.

PALANQUE

O palanque eletrônico é aguardado com grande ansiedade pelos grupos políticos. Diante da indiferença do eleitorado, reforçada em todas as pesquisas, espera-se um envolvimento maior quando os candidatos começarem a apresentar propostas, críticas e denúncias.

ESPONTÂNEA

A pesquisa GPP não ouviu a opinião espontânea do eleitorado, que foi revelada na pesquisa Consult como mais de 84% do eleitorado ainda indefinido. Por isso, o JH destacou a estimulada, que representa escolha definida do eleitor potiguar.

ALUGUEL

Sherloquinho quer saber quem é o deputado considerado ‘língua de aluguel’, que estaria sendo escalado pelo comando do acordão para atacar adversários. Quem acertar, ganha um fim de semana em Jucurutu, com direito a cerveja gelada e galinha caipira.

Compartilhar:
    Publicidade