Pesquisadores apresentam gel que consegue reduzir em 85% o contágio de HIV

Êxito do medicamento em testes com animais empolga cientistas em Madrid, Espanha

5y45y3

A luta contra a disseminação do vírus da Aids pode ganhar um importante aliado. Pesquisadores de dois centros espanhois desenvolveram um gel que, aplicado na vagina ou no reto, pode evitar o contágio do HIV via relações sexuais. Ainda em fase pré-clínica, o medicamento demonstrou um êxito de 85% com experimentos em ratos, segundo a chefe de seção do laboratório de Inmunobiologia Molecular do Hospital Gregorio Marañón, Ángeles Muñoz. Nos testes in vitro, o sucesso teria sido de 100% quando se combina o gel com remédios antirretrovirais.

De acordo com os responsáveis pela pesquisa, feita em parceria com a Universidade de Alcalá de Henares, o medicamento deverá levar de três a cinco anos para chegar ao mercado, mas ainda é preciso encontrar uma instituição para financiar os testes em seres humanos. Além disso, claro, os bons resultados obtidos com animais precisam ser confirmados em pessoas.

Segundo Ángeles Muñoz, a eficácia do gel tem de 18 a 24 horas. Durante este período, o indivíduo com o medicamento poderia manter relações sexuais sem riscos de contágio. Mas seria preciso aplicar o gel de quatro a oito horas antes da relação. O produto usa partículas que bloqueiam a infecção, mas não funcionam como contraceptivos, o que permitirá que homens usando o gel possam procriar. “A molécula que utilizamos não altera a fertilidade dos espermatozóides”, explicou Muñoz durante a coletiva de imprensa na qual apresentou o produto.
Fonte: O Globo

Compartilhar: