PF prende mais um acusado por fraude contra a Caixa Econômica Federal no RN‏

O homem fazia uso de documentos falsos para abrir contas e obter cartões de crédito

Foto: PFRN
Foto: PFRN

Policiais federais prenderam na tarde desta quarta-feira, em uma agência bancária na Avenida Prudente de Morais, em Natal, um autônomo, potiguar, 38 anos, acusado de praticar estelionato contra a Caixa Econômica Federal. O homem fazia uso de documentos falsos para abrir contas e obter cartões de crédito.

O suspeito foi flagrado depois que utilizou o terminal eletrônico daquela agência e fez um empréstimo automático (CDC) no valor de R$ 12 mil reais para quitar o financiamento de um automóvel que alegava ser de sua propriedade. Posteriormente, ficou constatado que a documentação do veículo também havia sido registrada de maneira fraudulenta junto ao Detran/RN.

Após proceder aquela transação de empréstimo, o acusado procurou quitar o boleto, mas durante a operação, o cartão foi bloqueado, tendo ele sido orientado pelos funcionários, os quais já desconfiavam do seu procedimento, a voltar horas mais tarde para “resolver o problema”.

A PF foi então acionada e deslocou uma equipe que fez a abordagem no momento em que ele regressou à agência. Imediatamente, o homem foi revistado, sendo encontrados em seu poder, cerca de 39 cartões de crédito, da Caixa e de diversos bancos, além de cartões de supermercados e de lojas de eletrodomésticos, cédulas de identidade, talões de cheques e farta documentação em nome de empresas – tudo falsificado.

Conduzido para autuação, durante o depoimento, o suspeito, embora tenha confessado a autoria da falsificação do material encontrado em seu poder, reservou-se ao direito constitucional de permanecer calado e não forneceu outros detalhes sobre o crime que vinha cometendo.

O suspeito encontra-se custodiado na sede da Polícia Federal, à disposição da justiça, devendo ser transferido nas próximas horas para um dos Centros de Detenção Provisória da capital.

Somente este ano, a PF já registrou mais de uma dezena de ocorrências de fraudes semelhantes praticadas contra a Caixa Econômica Federal no estado.

Fonte: PFRN

Compartilhar:
    Publicidade