Polícia apreende arma possivelmente utilizada no crime do professor no RN

A arma será encaminhada para perícia no Instituto Técnico e Científico de Polícia

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Policiais civis da Delegacia Especializada de Homicidios (DEHOM), liderados pela Delegada Karla Viviane de Sousa Rêgo e com o apoio da 10 ª Delegacia Regional de Policia Civil, empreenderam diligências, no último domingo (01), até a cidade de Taipu, no interior do Estado. O objetivo foi averiguar uma denúncia anônima de que a arma utilizada para vitimar Luiz Carlos da Cruz, crime investigado pela Operação Pitágoras, estaria com um segurança de um Clube localizado no município.

Por volta das 21h, os policiais chegaram ao Clube Cajaranas e lá encontraram Jarlierson Silva da Costa, fazendo a segurança do evento e portando um revólver calibre .38 e munições. Jarlielison foi autuado em flagrante delito pelo porte ilegal da arma e das munições e logo em seguida liberado após pagamento da fiança. A arma será encaminhada para perícia no ITEP.

De acordo com a delegada Karla Viviane, as investigações continuam e há a possibilidade de mais prisões. Até o momento a Operação Pitágoras já resultou na prisão de 5 pessoas e envolveu diligências em 4 (quatro) cidades do Estado, sendo elas Natal, São Gonçalo do Amarante, Taipu e João Câmara.

Compartilhar:
    Publicidade