Polícia Civil indicia homem por matar bebê de apenas oito meses de idade em Natal

Crime aconteceu durante jogo do Brasil na última Copa do Mundo

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Policiais civis da 14ª DP ouviram na manhã dessa quinta-feira, Artur Giovani Souza da Silva, de 30 anos, mais conhecido como “Cego”.

Ele é acusado de ter atirado e matado no dia 12 de Junho de 2014, no bairro de Felipe Camarão, um bebê de apenas oito meses de idade, identificado como Adley Jesus Dantas da Silva.

Na ocasião a avó da criança, Jeane Dantas da Silva e um adolescente de nome Ronildo também foram baleados, mas sobreviveram aos disparos. O suspeito nega as acusações.

Artur estava custodiado no Centro de Detenção Provisório de Pirangi (CDP) há cerca de duas semanas acusado de associação ao tráfico e também era considerado foragido do regime semi aberto. Ele já responde a processos criminais por homicídio em Natal e Parnamirim, além de já ter sido preso em outras ocasiões por assalto e porte ilegal de armas.

No dia do crime, algumas pessoas estavam reunidas na frente de uma residência para assistir ao Jogo do Brasil, quando o suspeito chegou e atirou contra Ronildo, mas este acabou usando a mulher, que estava com o neto nos braços como escudo. Os três acabaram atingidos e a criança chegou a óbito. Testemunhas confirmam que foi Artur Giovani quem atirou nas vítimas e ele deve ser indiciado por homicídio e tentativa de homicídio. Segundo as investigações, Artur tentou matar Ronildo, porque este teria assaltado a mãe dele.

Fonte: 190 RN

Compartilhar: