Polícia divulga foto de suspeito de esfaquear mulher que gritou: “Vai, Carlão”

Jovem está internada em estado gravíssimo após levar mais de 40 facadas

Adaílton é suspeito de ter desferido mais de 40 facadas contra a namorada. Foto: Divulgação
Adaílton é suspeito de ter desferido mais de 40 facadas contra a namorada. Foto: Divulgação

A polícia divulgou a foto do homem suspeito de esfaquear a namorada, de 19 anos, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba (PR). Ela teria gritado: “Vai, Carlão!”, ao invés do nome do atual companheiro, Adaílton.

O crime ocorreu no 7 deste mês. Ele teria ficado furioso, segundo a polícia, e atacado a jovem. As facadas atingiram a barriga, o peito, o rosto e o pescoço da vítima. Ela foi levada em estado gravíssimo ao Hospital Universitário Cajuru, onde permanece na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Ela passou por cirurgia de seis horas quando chegou ao hospital. O namorado fugiu após o crime e está sendo procurado pela polícia.

A mãe da vítima, Silvia Soares, disse que o casal morava junto havia três anos e que a jovem queria terminar o relacionamento e voltar para casa da mãe. O namorado teria fingido concordar com a situação, porém após um abraço na garota começou a desferir as facadas.

“Esfaqueou a minha filha, fez ela beber óleo de cozinha. No dia do acontecido,  enquanto ele tomou banho, ela ligou para polícia para pedir socorro”.

Ainda de acordo com Silvia, o companheiro ainda fez ameaças antes da chegada da polícia.

“Ele pulou a janela e falou que se ela não morresse, ele voltaria para terminar o serviço”.

A mãe desmentiu que a filha tivesse errado o nome do marido e afirmou que a briga foi por conta do pedido de separação. A versão em relação ao nome foi passada pela polícia.

Fonte: R7

Compartilhar: