Policiais e bombeiros organizam grande “abraço” à Arena das Dunas

O movimento dos policiais e bombeiros pela Lei de Promoção de Praças vai realizar um ato simbólico, nesta segunda-feira (9),…

Protesto desta segunda teve início no meio da semana durante acampamento dos policiais. Foto:Divulgação
Protesto desta segunda teve início no meio da semana durante acampamento dos policiais. Foto:Divulgação

O movimento dos policiais e bombeiros pela Lei de Promoção de Praças vai realizar um ato simbólico, nesta segunda-feira (9), reunindo centenas de militares ao redor da Arena das Dunas, em um “abraço coletivo”. A ideia é chamar atenção da sociedade para o pleito das categorias, que esperam o envio do projeto para apreciação na Assembleia Legislativa.

O ato é organizado por associações representativas. O presidente da Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, soldado Roberto Campos, explica que os militares já estão acampados em frente à Governadoria desde o dia três deste mês e cada vez mais intensificam o movimento, até que o Governo do Estado conclua a análise da Lei de Promoção e coloque em votação.
“Depois do acampamento, iniciamos o movimento Segurança com Segurança, orientando toda a categoria a só sair para o trabalho se encontrar condições de segurança para eles e para a sociedade. Viaturas com problemas mecânicos ou técnicos, por exemplo, estão sendo encostadas nos batalhões e demais unidades. Tudo isso é feito de maneira legal, inclusive, a Associação oferece apoio jurídico de maneira constante”, comenta Roberto.
O presidente da ACS-PM convida todos os militares, bem como familiares e demais membros da sociedade que estejam solidários ao movimento para, nesta segunda-feira, a partir das 14h, participar da concentração no acampamento montando na Governadoria e, em seguida, do abraço simbólico na Arena das Dunas.
As associações que organizam o movimento afirmam que está confirmada a presença de militares de várias cidades do interior, que virão a Natal em caravanas. “Reforçamos ainda a necessidade de todos os militares comparecerem fardados para esse ato, que poderá ter repercussão nacional. Vamos juntos mostrar a força dos policias, bombeiros e toda a sociedade potiguar”, completa o soldado Roberto Campos.

 

Fonte:Assessoria

Compartilhar: