Policiais Militares querem retomar acampamento em frente à Governadoria

O silêncio do executivo estadual tem atribuído um clima de desvalorização aos anseios da categoria.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Depois de quase um mês da última conversa com o Governo do Estado, nenhum ponto da pauta de reivindicações dos Policiais e Bombeiros Militares foi negociado. O silêncio do executivo estadual tem atribuído um clima de desvalorização aos anseios da categoria.

Na próxima terça-feira, dia 20, será votada a “Lei de Promoção de Praças”, na Assembleia Legislativa. Depois disso, caso o governo não sinalize qualquer tipo de diálogo, o efetivo irá retomar o acampamento em frente à Governadoria no Centro Administrativo, na quinta-feira, dia 22.

Ainda neste mesmo dia, será realizada uma assembleia com a categoria, às 9h, onde poderá ser votado um indicativo de paralisação, previamente agendado para a segunda-feira, dia 25 de maio. “Até lá o governo terá tempo para repensar sobre nossa pauta e retomar as conversas”, disse o presidente da Associação de Cabos e Soldados (ACS/RN), Roberto Campos.

Ainda de acordo com o presidente da ACS/RN, “gostaríamos de ressaltar que estamos sempre à disposição de diálogos com o governo, evitando assim desgastes entre a PM e o executivo estadual, a exemplo do que aconteceu recentemente em outros estados. Devemos sempre prezar pela ordem, vida e patrimônio da sociedade potiguar”.

Compartilhar: