Policiamento diminui na zona Norte por problemas em viaturas da PM

Quatro carros da polícia foram encostados, na noite desta quinta-feira.

50% dos veículos disponíveis foram recolhidos por não apresentarem condições de uso. Foto:Divulgação
50% dos veículos disponíveis foram recolhidos por não apresentarem condições de uso. Foto:Sérgio Costa

O movimento Segurança com Segurança, deflagrado por policiais militares do Rio Grande do Norte, está cada vez mais identificando problemas em viaturas e estrutura de trabalho nas unidades. Na noite desta quinta-feira (5), por exemplo, quatro viaturas do 4º Batalhão, na zona Norte, foram encostadas por falta de condições

Do total de oito veículos que estavam cadastrados para fazer o policiamento em toda zona Norte, apenas quatro foram para rua. As demais apresentavam problemas, como falta de documentação ou falte de pneu estepe, como registrado na VTR 435, que faz a segurança de pelo menos seis localidades na zona Norte.

Outras viaturas estavam sem documento e, em um caso, o motorista não possuía curso de condutor de veículo de emergência. No 4º Batalhão da PM existe um setor de manutenção, mas sete viaturas, sendo cinco delas modelo Sandero, estão quebradas há mais de dois meses e sem previsão de serem liberadas.

O Portal BO conversou com alguns policiais militares que apresentaram revolta, indignação e fizeram uma denúncia grave. De acordo com eles, a casa de armas do 4º BPM está totalmente desprotegida, ficando localizada bem próximo ao muro do Batalhão, que é bastante baixo e protegido apenas por um policial.

Além do 4º BPM, outras unidades, como 1º e 3º batalhões também estão aderindo ao Segurança com Segurança e várias viaturas deixaram de circular, nesta quinta-feira. O movimento faz parte da luta dos policiais e bombeiros militares pela Lei de Promoção de Praças, tendo em vista que as categorias aguardam o Governo do Estado enviar o projeto para votação na Assembleia Legislativa.

Acesse www.portalbo.com

Compartilhar: