Popó tenta visitar ídolo Maguila no hospital, mas é impedido por esposa

Ex-atleta conta que esperou por 40 minutos e, quando conseguiu contactar a família do ex-pugilista, foi vetado por Irani Pinheiro, esposa do ex-peso-pesado

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um dos maiores boxeadores da história do Brasil, o ex-pugilista José Adilson Rodrigues dos Santos, mais conhecido como Maguila, segue internado na Santa Casa de Misericórdia, em São Paulo. Diagnosticado com Mal de Alzheimer há quatro anos e sofrendo com demência pugilística, um trauma no cérebro muito comum entre ex-boxeadores, ele está no hospital desde abril, quando deu entrada com um quadro de pneumonia e desidratação. Neste domingo, o ex-pugilista Popó, tetracampeão mundial em duas categorias diferentes de boxe, tentou visitá-lo, mas alega ter sido impedido.

Ele chegou ao hospital e tentou contactar a família de Maguila, mas sua esposa, Irani Pinheiro, que acompanha de perto a situação do ex-atleta, vetou a visita. Popó conta que ficou esperando durante 40 minutos, mas não conseguiu subir ao quarto do ídolo. Ele publicou uma imagem em sua conta pessoal em uma rede social relatando o incidente.

“Fiquei uns 40 minutos esperando, tentando contactar a família e ela, infelizmente, não nos autorizou a entrar. Eu vim só dar uma força e um incentivo ao meu ídolo e grande campeão. Eu estava com o seu Armando, um amigo meu, que me ajuda desde que eu tinha 16 anos, e também ajudou o Maguila”, disse o ex-lutador de 38 anos, que viajou a São Paulo para assistir ao Jungle Fight, um evento de MMA e, neste domingo, volta para Salvador, onde mora.

De acordo com a revista Veja, Maguila está com um tumor no pulmão e sofre com uma infecção. O tumor está no pulmão direito e mede 2,6 centímetros de largura e 2,1 de altura. Ainda não se sabe se é maligno ou benigno. O geriatra que está tratando Maguila é Renato Fabbri. Ainda segundo a reportagem, pessoas próximas ao ex-boxeador dizem que ele se mostra muito sonolento, mas animado.

A última vez que Maguila apareceu em público foi no dia 20 de abril, no enterro do narrador Luciado do Valle. Em 2009, tentou iniciar uma carreira como cantor e, no ano seguinte, se candidatou, sem sucesso, para deputado federal. Ele está com 56 anos e deixou os ringues em 2000, com 77 vitórias, 61 delas por nocaute, em 85 lutas.

Fonte: Globo.com

Compartilhar: