Popularidade x elitização

A Pluri Consultoria, empresa especializada em pesquisas voltadas ao esporte, publicou nesta semana estimativa de torcedores dos principais clubes do…

A Pluri Consultoria, empresa especializada em pesquisas voltadas ao esporte, publicou nesta semana estimativa de torcedores dos principais clubes do país. Entre os grandes paulistas, não houve novidades. Como já era esperado, o Timão aparece em primeiro lugar, com 26.235.000 torcedores. Em seguida, o São Paulo com 16.902.000, depois o Palmeiras com 12.827.000 e Santos com 5.505.000. Pra variar, o Flamengo segue com seus mais de 30 milhões de torcedores, o Rubro-negro tem o dobro de torcedores de todos seus rivais somados. O Vasco é o segundo colocado, com pouco mais de 9 milhões. Botafogo e Fluminense com 2.904.000 e 2.897.000, respectivamente. No Nordeste, o Bahia, definitivamente, se consagrou como a maior torcida da região. São 2.541.000 tricolores, enquanto o Vitória conta com 2.130.000. O Sport tem 2.300.000 rubro-negros contra 1.429.000 do Santa Cruz. Mas o que mais chama a atenção é no Rio Grande do Norte. O ABC só aparece com 103.000 torcedores, enquanto o América soma apenas 78.000. São números preocupantes se levarmos em consideração a população do estado e da capital. Está na hora de alvinegros e alvirrubros começarem a se preocupar mais com a sua popularidade. A tal da elitização, que obriga o torcedor a associar-se para ter direito a ingressos mais baratos e acesso aos treinos, pode ser uma viagem sem volta. Está na hora dos clubes repensarem sobre suas ações de marketing.

 

Muricy x Telê
O técnico Muricy Ramalho deve tornar-se neste ano o treinador com mais partidas pelo São Paulo. Ele está muito próximo de  ultrapassar Telê Santana ainda no primeiro semestre. Faltam 22 partidas para igualar o mestre, que dirigiu o Tricolor em 411 oportunidades. Muricy soma 389 jogos.

Grupo jovem
A chegada de mais um garoto do São Paulo combinada com os reforços oriundos da própria base, a média de idade do elenco americano caiu para 23 anos. Hoje, os jogadores mais velhos do América são Andrey (30), Edson  Rocha (31), Cléber (30) e Max (30).

Kashiwa
O time japonês Kashiwa Reysol será o 13º time estrangeiro a participar da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nos 33 anos de história da Copinha, jamais um time de fora do país avançou para a segunda fase da competição, que começa amanhã. No total, foram 14 participações com 12 clubes estrangeiros. O ingresso do Kashiwa Reysol na edição deste ano acontece por conta do patrocínio do torneio, a Hitachi.

Rescisão milionária
Os torcedores corinthianos pediram a saída de Emerson, mas a diretoria alvinegra comunicou que será impossível. A rescisão contratual, como chegou a ser cogitado em uma reunião da cúpula do futebol do clube, custaria R$ 10 milhões, algo sem chance de acontecer, pela atual situação financeira corintiana. Assim, a tendência é que Emerson continue no elenco para 2014, agora sob o comando do técnico Mano Menezes.

Procura-se um presidente
Depois de tentar Garibaldi Filho e José Vanildo, o Conselho Deliberativo do ABC está tentando agora convencer Rogério Marinho a assumir a presidência do clube. A procura por um presidente deve-se a punição de 180 dias imposta pelo STJD a Rubens Guilherme.

Lino e Norberto
ABC e América estão encontrando sérias dificuldades para acertarem as permanências de Lino e Norberto. O procurador do zagueiro todo dia coloca um empecilho novo na negociação, enquanto o lateral está seduzido pelas propostas que chegam de fora. Pelo jeito, nenhum dos dois deve ficar em Natal.

Compartilhar: