Porto-ilha de Areia Branca eleva os seus embarques de sal em mais de 20 por cento

- Nos primeiros dois meses de 2014 o Terminal Salineiro de Areia Branca – que é administrado pela Companhia Docas…

- Nos primeiros dois meses de 2014 o Terminal Salineiro de Areia Branca – que é administrado pela Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) – ampliou seus embarques de sal marinho em 20,56 por cento, na comparação com o mesmo período do ano passado.

– Em janeiro e fevereiro de 2013 o porto havia movimentado 211,3 mil toneladas do granel sólido, quantidade que evoluiu para 254,8 mil toneladas este ano, despachadas através de 8 navios cargueiros, parte delas para o mercado externo (países africanos).

– Segundo o diretor-presidente da Codern, engenheiro Pedro Terceiro de Melo, houve maior volume de remessas de sal para fora do país (o que se deve principalmente à alta do dólar), ao mesmo tempo em que também cresceram as vendas internas da matéria prima, decorrência do aumento da produção das salinas por causa da estiagem verificada em janeiro e fevereiro passados.

– A previsão para os próximos meses é de que a movimentação do Terminal Salineiro de Areia Branca cresça ainda mais. Para este mês, por exemplo, a meta da Cosern é atingir o embarque de 120 mil toneladas, o que significará quase uma vez e meia o volume embarcado em março de 2013, que foi de 85 mil toneladas.

Chile abre o seu mercado para o melão e a melancia produzidos no RN e Ceará

– O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anuncia que já recebeu comunicado oficial dando conta de que já foi publicado no Diário Oficial do governo chileno o protocolo que estabelece os requisitos fitossanitários para que comecem a ser autorizadas as importações de frutos frescos (melão e melancia) produzidos no Brasil, especificamente no Rio Grande do Norte e no Ceará.

– Em julho do ano passado uma missão técnica do Chile visitou estes dois Estados nordestinos, com partes dos seus territórios reconhecidas internacionalmente como “zonas livres da mosca das frutas” – para conhecer os plantios irrigados de melão e melancia e avaliar suas condições fitossanitárias.

– Agora, com o reconhecimento oficial da nossa fitossanidade por mais um país importador de frutas, o Ministério da Agricultura confia que ocorrerão novas aberturas de mercado para os fruticultores do Rio Grande do Norte, que atualmente já exportam para cerca de 30 países, na maioria europeus.

São Gonçalo em segundo lugar no ranking de empregos criados no RN

– O levantamento feito pelo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados do Ministério do Trabalho e Emprego) em fevereiro último trouxe uma boa notícia para o município potiguar de São Gonçalo do Amarante, no que se refere à criação de empregos com carteira assinada: ele aparece, depois de Natal, como o que mais contribuiu para melhorar o índice de empregabilidade no Rio Grande do Norte, com a abertura de 467 novos postos de trabalho.

– Pela análise da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo da Prefeitura de São Gonçalo, só nos primeiros dois meses de 2014 o município já conseguiu elevar em 54 por cento as vagas de trabalho criadas, em relação ao mesmo período de 2013.

– Os números do Caged estão sendo comemorados pelo prefeito Jaime Calado, que afirma serem eles “uma prova de que os investimentos que o poder público de São Gonçalo vem realizando estão servindo para impulsionar a economia e melhorar as condições de vida do povo”.

Maurício Marques anuncia investimento de R$ 16 milhões em pavimentação de ruas

– O prefeito de Parnamirim, Maurício Marques, anuncia para os próximos meses a aplicação de R$ 16 milhões (grande parte com recursos próprios do município) em obras de asfaltamento e de calçamento de ruas da cidade que mais cresce no Rio Grande do Norte.

– Segundo números do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a cidade de Parnamirim aumentou, na última década, sua população à base de 6 mil novos habitantes/ano, com perspectivas de acelerar ainda mais esse ritmo de expansão, o que vem gerando para a Prefeitura a necessidade de multiplicar suas obras de infraestrutura.

– O programa social “Minha Casa, Minha Vida”, do Governo Federal, por exemplo, já direcionou para Parnamirim até agora a construção de 5,7 mil unidades residenciais, mas, ainda assim, continua existindo na cidade um déficit habitacional ao redor de 4 mil casas e apartamentos, segundo os cálculos de Maurício Marques.

Construtora Certa concluirá em setembro ponte que liga Macau a Porto do Mangue

– A construtora Certa, que tem à frente o empresário José Walter de Carvalho, confirma o cronograma de inauguração da ponte de 180 metros que ligará a cidade de Macau a Porto do Mangue, na região salineira.

– Segundo ele, em setembro próximo a ponte estará concluída e pronta para ser inaugurada pelo Governo do Estado.

– Graças a esta obra será possível reduzir em quase 50 quilômetros a atual distância rodoviária entre as cidades de Macau e Mossoró.

– Este ano a Certa comemora 40 anos de atuação no mercado do Rio Grande do Norte.

Emparn confirma chuvas fortes em quase todo RN

– O último boletim meteorológico da Emparn (Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN), emitido esta manhã e dando conta das chuvas caídas entre as 7:00 horas de ontem 7:00 horas de hoje, mostra que tem chovido com intensidade em quase todas as regiões do Estado, com muitos municípios registrando precipitações acima de 100 milímetros, especialmente na zona Oeste.

– Segundo meteorologista Gilmar Bristot, da Gerência de Meteorologia da Emparn, as chuvas registradas desde o início de março têm sido ocasionadas pela presença da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), fenômeno que é o principal responsável pela mudança climática na parte Norte da região Nordeste no período de fevereiro a maio.

– Diferentemente de 2012 e 2013, que foram anos de seca, em 2014 as condições dos oceanos Atlântico e Pacífico estão favorecendo à ocorrência de instabilidades tropicais associadas à ZCIT em praticamente todo o Rio Grande do Norte. Para os próximos dias ainda se espera que chuvas fortes continuem ocorrendo em todas as regiões.

Compartilhar: