Potiguar Renan Barão promete vencer revanche com nocaute

Potiguar diz que é azarão na luta contra norte-americano, no dia 30

Lutador natalense quer recuperar o cinturão dos galos do UFC. Foto: Divulgação
Lutador natalense quer recuperar o cinturão dos galos do UFC. Foto: Divulgação

O natalense Renan Barão está na reta final da preparação para enfrentar TJ Dillashaw, no dia 30 de agosto, na revanche valendo o cinturão dos pesos galos do UFC 177. O duelo, que acontecerá em Sacramento, será a primeira defesa de título do norte-americano, que venceu o brasileiro por nocaute em maio. De acordo com atleta potiguar, a situação agora inverteu, ele é o azarão e o adversário o favorito.

“Eu sou o azarão agora e ele é o grande favorito. Eu acho que isso é natural, pois ele teve uma grande luta. TJ lutou muito bem contra mim e essa é a única razão pela qual as coisas mudaram”, disse Renan Barão em entrevista ao MMA Junkie. O lutador do Rio Grande do Norte ainda afirmou aos repórteres que seu objetivo é recuperar o cinturão com um nocaute, em grande estilo.

“Eu não estou tentando me reinventar. Eu tive que adicionar coisas ao meu jogo, mas esse não é o caso de me reinventar. Eu nunca treinei tanto. Eu tenho treinado cinco ou seis horas por dia e nunca treinei tanto para uma luta como tenho treinado agora. O meu único objetivo hoje é retomar o cinturão. Estou muito focado e espero trazer esse título de volta ao Brasil. Estou 100% focado e espero conseguir o nocaute, mas vou estar pronto para cinco rounds se eu precisar”, concluiu.

O potiguar perdeu o cinturão dos pesos galos do UFC na madrugada do último domingo, em Las Vegas, ao ser nocauteado aos 2m36se do quinto assalto. Com a derrota, Barão também viu cair uma invencibilidade no MMA que já durava nove anos, sendo 33 lutas.

Compartilhar:
    Publicidade