Potiguar Victor Uchoa volta às pistas nacionais e internacionais

Uchoa também vai correr os campeonatos Paraibano, Alagoano e Pernambucano

Piloto potiguar reinicia os trabalhos no dia 26, em Interlagos. Foto: Divulgação
Piloto potiguar reinicia os trabalhos no dia 26, em Interlagos. Foto: Divulgação

Completando sete anos de carreira neste mês de janeiro, o piloto potiguar Victor Uchoa (Potigás, Hotel Sombra e Água Fresca e Faculdade Guararapes) está com um calendário repleto de competições em 2014. De volta às pistas nacionais e internacionais, o kartista reinicia os trabalhos no dia 26, em Interlagos, na Super Kart Brasil, considerada uma das maiores provas da modalidade no país.

Apesar de ter apenas 13 anos recém-completados, Uchoa acumula bastante experiência, especialmente em grandes circuitos como Interlagos. “Já corri várias vezes por lá. É um complexo muito especial, já que recebe todos os anos a F-1. Minha categoria (Júnior Menor) deve ter cerca de 25 pilotos, mas estou preparado para subir no pódio. Estou com uma grande expectativa para esta temporada e acredito que tenho boas chances de “largar” para um ano muito bom”, garante Victor.

Além da Super Kart Brasil, o kartista programa uma temporada longa e com muitos desafios. Além do Campeonato Potiguar, que será disputado em Paulista (PE), Uchoa vai correr os campeonatos Paraibano, Alagoano e Pernambucano. Além de outras competições nacionais, Victor já colocou no seu calendário a disputa do Campeonato Brasileiro, que ainda terá data definida.

O piloto retomará em 2014 a sua agenda internacional. Uchoa irá participar da Taça Portugal, do Campeonato Português, do Campeonato Europeu IAME, que acontecerá na França, do Mundial de Kart Rotax, que acontecerá no Bahrein, além da previsão de participar de outras competições na Espanha e Itália.

 

Piloto sofre com a falta de kartódromo

Como o Rio Grande do Norte segue sem pistas para prática da modalidade esportiva, Uchoa pretende utilizar as competições para ganhar mais quilometragem durante o ano. “Pretendo intensificar o número de provas que participo durante a temporada. Como estou sem pista para treinar aqui no estado, quanto mais provas eu participar vou ter a chance de treinar e competir mais”, destaca Victor.

De acordo com o empresário e pai do piloto, Gláucio Uchoa, a alternativa foi a ideal para o momento. “A gente não desistiu de lutar para termos o nosso kartódromo de volta. Vou inclusive buscar uma reunião com a governadora Rosalba e espero uma resposta positiva. No entanto, o Victor não pode esperar de braços cruzados. Vamos tentar competir no máximo de provas possíveis, como uma forma de ele competir com os grandes pilotos do Brasil e do mundo, além de ganhar mais quilometragem e conquistar outros títulos para o estado”, aponta.

O calendário de provas também vai depender da captação de patrocínios para ajudar nos custos. “Competir fora tem um custo muito alto. Existe a possibilidade e o convite para o Victor participar de várias outras provas, inclusive nos E.U.A e em outros países da Europa. Tudo vai depender do apoio que esperamos receber do empresariado local”, destaca Gláucio.

Compartilhar:
    Publicidade