A cerca de 100 dias para a disputa, eleitor está indiferente aos candidatos

Pesquisa Consult/96 FM, aponta um alto percentual de indecisos

5ty45y4

Alex Viana

Repórter de Política

Se a eleição para sucessor da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) fosse hoje, mais de 85% (86,76%) dos eleitores ainda não teria candidato. Para o Senado, o número dos que não têm candidato atinge a marca de impressionantes 90%. A gigantesca indefinição do eleitorado potiguar acontece a pouco mais de cem dias das eleições 2014 e é, sem dúvida, a constatação mais gritante da primeira pesquisa eleitoral registrada após a escolha dos candidatos ao governo e ao Senado pelo Rio Grande do Norte – embora as convenções ainda estejam sendo realizadas até o dia 30 deste mês. O levantamento foi feito pelo instituto Consult e veiculado ontem pela rádio 96 FM.

Segundo a pesquisa, dos 86,76% dos eleitores que ainda não têm candidato a governador, 75,82% são constituídos por eleitores que “não sabem” em quem vão votar. O contingente é acompanhado por 9,94% dos eleitores que disseram não votar em “nenhum” dos candidatos ao governo. A soma dos dois grupos resulta em 86,76% – o que significa que quase nove em cada 10 eleitores ainda não tem candidato a governador.

Por esta sondagem, não estimulada (espontânea), o pré-candidato do PMDB ao governo, Henrique Alves, é citado por 5,88% dos entrevistados. Ele é seguido pelo pré-candidato do PSD, Robinson Faria, que é lembrado por 3,53%. Rosalba Ciarlini, que não disputará a reeleição, é escolhida por 1,71%. Dos demais pré-candidatos a governador, apenas Robério Paulino, do PSOL, foi lembrado espontaneamente: 0,06 % dos entrevistados afirmaram votar nele. Além de Robério, são pré-candidatos Simone Dutra (PSTU) e Araken Farias (PSDC).

 

SENADO

O elevado índice dos que não têm candidato ao governo, constatado na pesquisa Consult, amplia-se quando é aferida a corrida pré-eleitoral para o Senado. Na disputa pela única vaga de senador em aberto nas eleições de outubro, hoje ocupada por Garibaldi Alves (PMDB) – pai do ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho (PMDB), o quantitativo de eleitores que ainda não tem candidato quase atinge os 90%. De acordo com a Consult, 89,24% dos eleitores ainda “não sabem” ou votarão em “nenhum” candidato ao Senado. Destes, 79,24% disseram “não saber” em que candidato ao Senado votar, enquanto que 10% disseram votar em “nenhum” candidato ao Senado.

A pré-candidata do PSB ao Senado, Wilma de Faria, é citada neste levantamento como candidata preferencial por 5,76% dos eleitores. Atrás dela aparece a pré-candidata do PT, Fátima Bezerra, com 3,12%. Nenhum outro pré-candidato ao Senado foi citado espontaneamente. São pré-candidatos ao Senado ainda Roberto Ronconi (PTC) e Ana Célia (PSTU).

A pesquisa espontânea do instituto Consult foi realizada entre os dias 10 e 12 de junho e mediu a intenção de voto de forma não estimulada, que é feita sem que seja apresentada uma lista prévia com os nomes dos candidatos, deixando ao inteiro critério do eleitor citar o nome de sua preferência. O instituto Consult realizou 1700 entrevistas. A margem de erro da pesquisa é de 2,3%, para mais ou para menos. A sondagem foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte sob o número 00002/2014 e, no Tribunal Superior Eleitoral, com o número 000160/2014.

Na estimulada, Henrique lidera com 38% contra 22% de Robinson

Na pesquisa estimulada, quando é apresentada uma lista contendo a relação dos possíveis nomes de candidatos ao governo, o pré-candidato ao PMDB, Henrique Alves, aparece liderando a disputa, com 38,24% das intenções de voto. O pré-candidato do PSD, Robinson Faria, vem em seguida, com 22,88% das intenções. O pré-candidato do PSOL, Robério Paulino, aparece em terceiro, com 0,88%. A pré-candidata do PSTU, Simone Dutra, vem depois, com 0,82%. Araken Farias, pré-candidato do PSL, vem logo atrás, com 0,24%. Nesta sondagem, os que afirmaram votar em “nenhum” candidato ao governo contabilizaram 21% e os que disseram “não saber” foram 15,94%.

Para o Senado, na estimulada, a pré-candidata do PSB, Wilma de Faria, venceria a eleição, com 40,35% das intenções de voto. A pré-candidata do PT, Fátima Bezerra, teria 27,47% das intenções. Ana Célia, pré-candidata do PSTU, viria em seguida, com 1,06%. Roberto Ronconi, pré-candidato do PTC, teria 0,76%. Neste levantamento, os que votariam “nenhum” foram 16,47% e os que disseram “não saber” em quem votar somaram 13,88%.

 

CASADINHA

O instituto Consult inovou mais uma vez ao levantar, nesta pesquisa, o voto casadinho para o governo e o Senado, juntando os possíveis candidatos. Por esse estudo, Henrique e Wilma teriam 43,06% das intenções de voto e seriam seguidos por Robinson e Fátima, com 26,24%; Simone Dutra e Ana Célia teriam 0,59%; e Araken e Ronconi, 0,35%. Na dobradinha, disseram votar em “nenhuma” 18,65% e “não sabem” 11,12%.

Desaprovação de Rosalba em Natal atinge 90%

A governadora Rosalba Ciarlini é desaprovada por 75,71% dos eleitores do Rio Grande do Norte. Essa é mais uma constatação da pesquisa Consult. Apenas 15,94% do eleitorado aprova a gestão da democrata. Rosalba não será candidata à reeleição, conforme definido em convenção do DEM no último domingo.

A maior aprovação da governadora ocorre na região Oeste do Estado, sobretudo em Mossoró, seu berço político-eleitoral. No município, o segundo maior do estado, a gestora atinge o ápice da aprovação, com 37,6% dos eleitores. Já a região em que Rosalba é mais desaprovada é a capital, Natal, onde 89,5% dos eleitores desaprovam a sua administração.

 

Dilma Rousseff vence com folga no primeiro turno no estado

A pesquisa também levantou a intenção de voto do potiguar para a Presidência da República. Nesse quesito, 69,65% dos eleitores disseram ainda não saber em quem votar para presidente – índice bem menor que o registrado na disputa pelo governo do Estado. Pelo levantamento espontâneo (não estimulado), Dilma teria 16,88% das intenções de voto, contra 2,24% de Aécio Neves (PSDB) e 2,06% de Eduardo Campos (PSB). Nenhum outro pré-candidato à Presidência foi citado espontaneamente.

Na pesquisa estimulada, 49,59% dos entrevistados disseram votar em Dilma. O ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, aparece em segundo no Estado, com 12,76% das intenções de voto. Atrás dele vem Aécio Neves, com 10,41%. “Nenhum” dos nomes contabilizou 15,18% e “não sabe” 12,06%.

 

AVALIAÇÃO

A avaliação do governo Dilma Rousseff também foi medida pela Consult. Neste item, 53,41% dos entrevistados disseram aprovar a gestão da petista, enquanto que 37,18% afirmaram desaprovar a gestão e 9,41% se disseram sem opinião formada.

Compartilhar: