Pré candidato ao Governo do RN se hospeda em hotel de luxo em Dubai

Hotel onde Henrique Alves se hospedará fica localizado em uma ilha artificial, em Dubai

Pré-candidato a governador do Rio Grande do Norte, o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, viaja no próximo dia 11 à China, para uma missão representativa da Câmara dos Deputados. No trajeto, a comitiva, composta por outros quatro deputados, fará uma escala em Dubai, com direito a hospedagem de parte da comitiva no suntuoso hotel Burj Al Arab. O detalhe é que o referido hotel é conhecido por ter uma das diárias mais caras do mundo, de cerca de R$ 4 mil.

Quarto hotel mais alto do mundo, Burj Al Arab fica em uma ilha artificial e o edifício tem forma de vela com 300 m de altura, com suítes luxuosas e janelas do chão ao teto. Pela programação, os congressistas vão ficar uma noite nos Emirados Árabes para uma parada técnica, prevista para descanso, devido à longa duração da viagem.

PMDB monta superbloco para ter mais poder na Câmara

A diária pela hospedagem no local é de US$1.700. O valor, no entanto, será dividido entre a Câmara e os deputados. Pelas normas da Casa, como se trata de viagem internacional, o deputado Henrique Alves terá uma diária de US$ 550 e os outros deputados de US$ 428. Neste caso, o excedente desta cota será pago por cada parlamentar, segundo a instituição.

Segundo o jornal britânico Telegraph, a suíte mais cara do hotel está entre as dez diárias mais caras do mundo. De acordo com a Casa, a escala em Dubai é a rota mais utilizada. Segundo apurou o jornal Folha de S. Paulo, os bilhetes de ida e volta para cada parlamentar custaram US$8 mil.

Além de Henrique Alves, o líder do PMDB, Eduardo Cunha (RJ), e o presidente do grupo parlamentar de amizade Brasil-China Osmar Júnior (PC do B-PI), também devem integrar a comitiva. Os deputados brasileiros receberam convite do Partido Comunista Chinês para visita à Assembleia Nacional Popular da China, para estreitar relações políticas. No ano passado, Alves recebeu um grupo de políticos da China ligados ao Comitê Central do partido.

A duração total da Viagem é de nove dias. O roteiro prevê que os deputados saem de Brasília, passam por Rio ou São Paulo, param em Dubai e seguem para Pequim e Xangai. Como a missão oficial foi iniciativa dos chineses, eles vão custear as despesas dos brasileiros por lá.

Compartilhar: