Prédio do Caps na zona Norte amanhece com faixa de aluga-se

Ainda não há informações sobre o novo local de funcionamento da unidade ou se o serviço será interrompido.

10681709_628070653974052_635147077_n

Na manhã desta segunda-feira (01), os servidores de saúde do Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e outras drogas (Caps AD – Norte), na Av. Paulistana, no Panatis, encontraram a unidade com uma faixa anunciando o aluguel do imóvel.

Segundo informações apuradas pelo Sindsaúde-RN, o contrato se encerrará no dia 6 deste mês e não será renovado, devido a uma dívida de R$ 9.600,00, referente a quatro meses de aluguel em atraso.

No ano passado, a Secretaria da Municipal de Saúde (SMS) anunciou que estava em busca de um novo espaço para o Caps na Zona Norte, mas imóveis encontrados foram descartados por causa do valor e outros por não corresponderem às exigências do Ministério Público.

HISTÓRICO DE ABANDONO – A unidade permaneceu fechada durante um ano devido aos problemas estruturais, incluindo infiltrações e o vazamento de uma fossa no imóvel ao lado, que invadia o terreno. Foi reaberta em agosto de 2013, com diversos problemas, como buracos na laje, que ameaçava cair, e a interdição do setor de nutrição e da cozinha.

Dos cinco CAPS de Natal, apenas dois são dedicados ao tratamento de dependentes de álcool e drogas (AD) – o da Zona Norte e o da Zona Leste, que funciona 24 horas. A unidade da Zona Norte atende cerca de 300 pacientes por mês.

Pesquisa nacional da Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz), divulgada em outubro de 2013, apontou dados que permitem estimar em mais de 13 mil a quantidade de usuários de crack e outras drogas pesadas em Natal. Em todo o país, apenas 6% dos usuários afirmavam frequentar instituições especializadas, como os Caps.

Compartilhar: