Prefeito Carlos Eduardo anuncia reajuste de 5,68% para os servidores de Natal

A folha de pagamento da Prefeitura vai sofrer um aumento de R$ 2,7 milhões por mês, totalizando um impacto anual de R$ 35 milhões

Foto: Marco Polo
Foto: Marco Polo

O prefeito Carlos Eduardo anunciou nesta sexta-feira (16) um reajuste de 5,68%, retroativo a março deste ano para os servidores públicos municipais. O anúncio foi divulgado em entrevista coletiva concedida no Salão Nobre do Palácio Felipe Camarão.  O porcentual, somado aos 8% já concedidos em janeiro deste ano, faz um total de 14,13% de reajuste em 2014. A proposta vai ser encaminhada para a Câmara Municipal na semana que vem.

Carlos Eduardo recebeu a imprensa após se reunir com vereadores e secretários de área econômica e administrativa do governo municipal. Segundo o chefe do executivo, com a concessão do reajuste, a folha de pagamento da Prefeitura vai sofrer um aumento de R$ 2,7 milhões por mês, totalizando um impacto anual de R$ 35 milhões.

Para assumir este compromisso de reajuste nos vencimentos do funcionalismo, o prefeito revelou que a administração municipal vai reduzir ainda mais as despesas com custeio, que incluem gastos com combustível e pagamento de diárias. “A população de Natal sabe o quanto a administração municipal tem sido responsável na gestão do gasto público”,  ressaltou.

Um dos detalhes da proposta é a extinção do abono salarial dos servidores, um ponto de divergência entre o Executivo e a representação do Sindicato. O benefício era pago aos servidores que tinham salário-base menor que o salário mínimo. Com o fim do abono, o valor do salário mínimo será incorporado ao salário base desses funcionários.

O prefeito frisou que a gestão sempre manteve um diálogo aberto com os servidores municipais através das suas representações, quer pessoalmente, quer através de comissão constituída para esse fim. Com a nova proposta, o executivo espera o fim da greve, que já dura 30 dias.

 

Tabela de Reajuste

Ano IPCA Reajuste  
2013 6,31% 8% Aplicado em janeiro de 2014
2014 5,68% 5,68%
Total 11,99% 14,13%
Compartilhar: