Prefeito garante apoio aos moradores do entorno da lagoa de São Conrado

Prefeitura investiu R$ 222 milhões de reais no projeto de construção do Túnel de Macrodrenagem que vai eliminar os problemas na lagoa de São Conrado

Foto: João Maria Alves
Foto: João Maria Alves

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, recebeu na tarde desta quinta-feira (26), no salão nobre do Palácio Felipe Camarão, uma comissão de moradores que residem em comunidades próximas à Lagoa de São Conrado para discutir quais as providências que serão tomadas pelo poder público municipal para solucionar os prejuízos que eles tiveram em virtude das chuvas que atingiram a capital potiguar dias atrás. As chuvas provocaram alagamento da região, atingindo as residências de 65 famílias da localidade e provocando prejuízos com a perda de móveis e eletrodomésticos, além de roupas e outros tipos de material.

Carlos Eduardo determinou que os secretários municipais de Habitação, Assistência Social, Defesa Social e Obras Públicas e Infraestrutura estejam na manhã desta sexta-feira (27) no local, para realizar uma força tarefa junto à população da área para verificar a realidade dos estragos causados, e também finalizar o cadastro das famílias afetadas para que o auxílio municipal chegue de forma mais ampla. Além disso, ficou definido que a equipe da Secretaria de Obras irá solicitar à construtora Queiroz Galvão, responsável pela obra de drenagem na área, a secagem total das águas na Lagoa de São Conrado para evitar a repetição das enchentes, caso as chuvas se repitam.

O prefeito também solicitou que a Procuradoria Geral do Município provoque o Ministério Público Estadual para que o órgão acompanhe todo o levantamento dos danos que será feito pela Prefeitura, bem como as possibilidades legais sobre possíveis ressarcimentos aos moradores. “Entendemos o drama vivido pelas pessoas, mas não podemos desrespeitar a lei na hora de ampará-las, nem no repasse do aluguel social. Portanto, determinei que o procurador-geral do Município, Carlos Castim, acione o Ministério Público para encontrarmos a melhor maneira de solucionar esse problema”. Ele garantiu também que todas as medidas de responsabilidade da Prefeitura serão tomadas no menor tempo possível.

O chefe do executivo municipal lembrou ainda que inundações daquela natureza nunca mais ocorrerão no local, uma vez que a Prefeitura investiu R$ 222 milhões de reais no projeto de construção do Túnel de Macrodrenagem que vai eliminar os problemas na lagoa de São Conrado, nas duas lagoas no bairro da Cidade da Esperança, na Avenida Capitão-Mor Gouveia, no Centro Administrativo e mais outros pontos de alagamentos na região. Ficou definido também que o prefeito, a equipe de secretários e a comissão de moradores irão se reunir em 20 dias para fazer um balanço das medidas adotadas.

A secretária municipal de Trabalho e Assistência Social, Ilzamar Pereira, disse que a população do entorno da lagoa de São Conrado está recebendo todo o apoio com a entrega de alimentos e cobertores. Ela revelou também que não houve a solicitação de roupas, material de limpeza e higiene pessoal, mas que, se houver a necessidade, a Semtas irá atender prontamente os pedidos que chegarem.

Participaram da reunião o secretário Chefe do Gabinete Civil, Kleber Fernandes, o secretário municipal de Habitação, Homero Grec, o Procurador Geral do Município, Carlos Castim, a secretária municipal de Educação, Justina Iva, a secretaria municipal de Trabalho e Assistência Social, Ilzamar Pereira, o secretário municipal de Obras Públicas e Infraestrutura, Tomaz Neto, além do secretário adjunto de Planejamento, Alexandre Duarte.

Compartilhar: