Prefeito do RJ quer 100 milhões para ajeitar ruas próximas a Vila do Pan

Ruas do entorno estão com desníveis, buracos e fendas no asfalto. Prefeito espera autorização para pedir o empréstimo

Grandes ondulações se formaram nas ruas do entorno da Vila: solo teria recebido material inadequado. Foto: Divulgação
Grandes ondulações se formaram nas ruas do entorno da Vila: solo teria recebido material inadequado. Foto: Divulgação

A prefeitura quer autorização da Câmara de Vereadores para obter um empréstimo de R$ 100 milhões junto à Caixa Econômica Federal. O dinheiro seria usado para investir em obras nas ruas do entorno da Vila do Pan, na Barra. A pavimentação do local, que fica próximo ao Parque Olímpico, está comprometida e há vários desníveis, buracos e fendas no asfalto. Para conseguir o dinheiro, o prefeito Eduardo Paes encaminhou uma mensagem à casa.

Se os vereadores aprovarem o pedido, a GeoRio, fundação que pertence a Secretaria Municipal de Obras, fará a recuperação de 25 mil metros quadrados de vias, o reforço e estabilização do solo, a implantação do sistema de drenagem e a execução de pavimentação, meio fio, sinalização e urbanização.

O órgão explicou que há a necessidade de autorização da Câmara para captar o dinheiro, porque o “ município atingiu o limite de crédito”. O empréstimo vem da Caixa Econômica porque os prédios foram financiados pelo governo federal em parceria com a iniciativa privada. As obras estão prevista para durar um ano. Os problemas, principalmente na Rua Cláudio Besserman Viana (Bussunda), já se refletem dentro do condomínios.

Duas garagens subterrâneas precisam de reparos, porque tiveram alteração na estrutura devido ao solo que cedeu do lado de fora. Outro agravante é que na região está o Parque Olímpico, que receberá competições de 15 modalidades, como basquetebol, judô, luta livre, luta greco-romana, handebol, tênis, ciclismo, saltos ornamentais, além de nove provas paralímpicas, como bocha, voleibol sentado, tênis em cadeira de rodas. O conjunto de prédios foi moradia dos atletas que vieram para as competições do Panamericano, em 2007.

O presidente da Associação de Condomínios da Vila do pan, Claudio Mecone, 35 anos, explicou que o problema no asfalto vem desde dessa época e que já foram feitas algumas intervenções pela prefeitura no local. Nada, no entanto, que tenha conseguido recuperar definitivamente o pavimento.

“O problema é o solo, que foi preparado inadequadamente. Ele é de argila, mole. Estamos incansavelmente buscando recursos da prefeitura para que as obras sejam feitas”, explicou Claudio. Segundo ele, a rua principal de acesso à Vila está tão repleta de elevações que se tornou um local perigoso para os moradores. “Pedimos à Subprefeitura da Barra para fechar a rua”, explicou ele, que lembrou ainda que este ano não houve obra no local.

Fonte: IG

Compartilhar: