Prefeitura de Parnamirim define novo prazo para o pagamento do IPTU

Pagamento da cota única ou da primeira parcela foi adiado para dia 20 de fevereiro

Prefeito Maurício Marques. Foto:Divulgação
Prefeito Maurício Marques. Foto:Divulgação

A Prefeitura de Parnamirim adiou para 20 de fevereiro o pagamento da cota única ou da primeira parcela do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).  Decreto fixando o novo prazo foi publicado no Diário Oficial do Município desta quarta-feira (09). Os carnês do tributo começam a ser distribuídos na segunda quinzena de janeiro, segundo previsão do secretário de Tributação, José Jacaúna de Assumpção.

Os contribuintes em dia com o tesouro municipal terão direito a desconto de 20% na cota única se o pagamento for feito até 20 de fevereiro.  Para os donos de imóveis do grupo 2, cujo prazo termina no dia 28 de fevereiro, haverá desconto de 10% no pagamento à vista.  O tributo pode ser pago em oito parcelas iguais, mas nesse caso não haveria desconto.

No ano passado, 31,6% dos contribuintes optaram pelo pagamento à vista. “O desconto de 20% é muito bom. Por isso, a cada ano aumenta o número dos que fazem o pagamento em parcela única. São poucas as prefeituras no Brasil que dão este desconto”, disse Jacaúna, lembrando que no Rio de Janeiro o desconto é de 7% e em São Paulo de 4% e, mesmo assim, os especialistas em finanças dizem que é vantagem pagar à vista.

Na ponta do lápis a diferença é significativa. Vamos pegar o exemplo de um IPTU no valor de R$ 640. No caso de pagamento à vista, o desconto seria de R$ 128. Se o contribuinte optasse por pagar a primeira das oito parcelas de 80 e resolvesse colocar o restante (R$ 560) na poupança, ele teria um rendimento abaixo de R$ 20 no final dos oito meses.

Jacaúna disse ainda que a Tributação trabalha com a meta de reduzir a inadimplência para um patamar abaixo de 40%. Em pelo menos 11 das 25 áreas tributárias em que Parnamirim foi dividida, isso já acontece. No ano passado, a menor inadimplência (20,86%) foi registrada em Pium, bairro com o valor médio mais alto do tributo (R$ 845)

Jacaúna não considera essa uma tarefa difícil. Ele lembra que a prefeitura investiu muito em infraestrutura no ano passado. Cita como exemplo a pavimentação asfáltica no Centro e em Boa Esperança, onde já foi assentada a tubulação do esgotamento sanitário; a pavimentação de quase 100 ruas em Cajupiranga, Parque Industrial e Santa Tereza.

Levando-se em conta o valor lançado e o total de contribuintes, a média do IPTU de Parnamirim, no ano passado, foi de R$ 324, equivalente ao menor valor anual da assinatura de um plano econômico pós-pago da telefonia celular. Em Natal essa média foi de 518,51. “E Parnamirim tem a melhor qualidade de vida do Rio Grande do Norte e está entre os cinco municípios com melhor desenvolvimento humano do Nordeste”, lembra o prefeito Maurício Marques.

Fonte:Assessoria

Compartilhar:
    Publicidade