Prefeitura renova convênios com escolas particulares de educação infantil

Programa atende crianças de 4 e 5 anos de idade

Em Natal, 17 escolas particulares fazem parte do Programa Pré-Escola para Todos (PPET), que oferece vagas para quem não conseguiu se matricular na rede municipal. Foto: Wellington Rocha
Em Natal, 17 escolas particulares fazem parte do Programa Pré-Escola para Todos (PPET), que oferece vagas para quem não conseguiu se matricular na rede municipal. Foto: Wellington Rocha

A Secretaria Municipal de Educação (SME) renovou os convênios com 17 escolas particulares de Natal que fazem parte do Programa Pré-Escola para Todos (PPET). O programa existe desde 2000 no município e tem a função de recolocar crianças entre quatro e cinco anos de idade que não conseguiram se matricular na rede de ensino municipal.

De acordo com a chefe do setor de planejamento e acompanhamento a programas e convênios do Departamento de Educação Infantil da SME, Filomena Neri, o PPET é voltado para bairros onde não há vagas nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). “Das 17 escolas conveniadas, a grande maioria são na zona Norte, como Parque dos Coqueiros, Nossa Senhora da Apresentação, Vale Dourado, Lagoa Azul e Pajuçara. É a região que tem mais demanda e os CMEIs não dão conta. A exceção é em Nova Natal, onde já tivemos oito escolas conveniadas e hoje não temos nenhuma porque lá existem cinco CMEIs. Também temos escolas conveniadas em Felipe Camarão, Nova Cruz e Quintas. Fazemos o repasse mensal de R$ 80 por criança e o custo médio anual para a Secretaria é de aproximadamente R$ 1,8 milhão”, disse.

Filomena ainda enfatiza que apesar do bom rendimento do programa em Natal, a proposta da SME é atender as crianças apenas pela rede municipal. “O PPET é importante porque sabemos dos benefícios da educação infantil, que perduram para toda a vida, tanto na parte social, como emocional. Quando o programa foi criado era para ser de curta duração porque a intenção da Secretaria é continuar investindo em equipamentos próprios para as crianças serem atendidas pela rede. Já temos 22 novos CMEIs assegurados, após a recente viagem da secretária Justina Iva à Brasília, e já tem vários outros CMEIs sendo construídos. Atualmente, em toda a Natal, também há vagas sobrando nos CMEIs nesta faixa etária entre quatro e cinco anos”, explicou.

No Educandário Santa Virgem de Fátima, no bairro de Mãe Luíza, são atendidas 105 crianças, divididas nos turnos da manhã e tarde. No ano passado foram concedidas 83 bolsas. De acordo com a coordenadora da escola, Sônia Maria da Silva Cardoso, o programa tem uma grande importância social junto à comunidade. “A maioria das crianças são muito carentes e as mães não têm condições de pagar uma escola. Aqui temos o lanche, material, lazer e se tiver a necessidade de cuidar de alguma criança especial encaminhamos para a Secretaria que direciona para escolas que fazem este acompanhamento especial”.

Compartilhar:
    Publicidade