Prefeitura vai aumentar a segurança na Unidade de Saúde assaltada

Funcionários e pacientes ficaram trancados durante três horas, enquanto bandidos faziam o ‘rapa’ no local

10Post

Diego Hervani

diegohervani@gmail.com

Quem procurou atendimento na Unidade de Saúde João Dias da Costa, no bairro de Nova Parnamirim, em Parnamirim, nesta quinta-feira (10), acabou perdendo a viagem. A Prefeitura informou que deixará o local fechado até a próxima segunda-feira (14), já que está tomando providências para melhorar a segurança da unidade depois do assalto acontecido nessa quarta-feira (9).

Na manhã desta quinta, Henrique Eduardo Costa, secretário do Gabinete Civil, e Márcio Cezar, titular da Secretaria de Saúde, participaram de uma reunião na qual ficou acertado que serão disponibilizados dois vigilantes que ficarão responsáveis pela segurança do local durante o dia, já que as Unidades de Saúde só contam com vigilância na parte da noite.

Foi exatamente se aproveitando dessa falta de segurança durante o dia que uma dupla de criminosos fez um arrastão na unidade nessa quarta-feira (9). De acordo com informações da Polícia Militar, por volta das 10h, dois homens chegaram ao local alegando que eram pacientes. Ao entrarem, um deles rendeu funcionários e pacientes e o outro ficou recolhendo os pertences das vítimas. Depois de toda a ação, os bandidos trancaram todos em uma sala e fugiram no carro de um dos médicos, levando, inclusive, a televisão do Posto de Saúde.

As pessoas só foram liberadas depois que a equipe do turno vespertino chegou ao posto, às 13h. O veículo levado foi encontrado ainda na tarde de ontem, no bairro da Liberdade, em Parnamirim, mas nenhum dos objetos roubados estava dentro do carro. Até o fechamento desta edição, os criminosos permaneciam foragidos. “Foi tudo muito rápido. Eles entraram, se aproximaram da recepção e anunciaram o assalto. É muito complicado. Nem mesmo um Posto de Saúde estão respeitando. Você vem buscar atendimento médico e corre o risco de passar por uma situação dessas”, afirmou uma vítima que não quis se identificar.

Para tentar diminuir os índices de violência em Parnamirim, o prefeito do município, Maurício Marques, assinou recentemente um convênio com o Governo no qual se comprometeu a pagar diárias operacionais para aumentar o efetivo de policiais militares na cidade. Segundo Henrique Eduardo Costa, na próxima terça-feira (15), o prefeito se reunirá com o comandante do 3º. Batalhão da Polícia Militar (BPM), Cel. Jair Júnior, para acertar os detalhes do convênio. “Na terça-feira, o prefeito e o coronel acertarão os detalhes da parceria e da distribuição das equipes nos bairros de maior índice de violência”, informou Henrique.

Compartilhar: