Preso homem que se passava por delegado e é acusado de estupro

Wilson Rogério Rosa se apresentou a uma viúva fingindo ser um juiz federal

Wilson Rogério Rosa deu golpe em pelo menos três mulheres na região de Sorocaba, segundo a polícia. Foto: Divulgação
Wilson Rogério Rosa deu golpe em pelo menos três mulheres na região de Sorocaba, segundo a polícia. Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Sorocaba (SP) apresentou nesta terça-feira (1º) Wilson Rogério Rosa, de 41 anos, que foi preso na sexta-feira (27) sob acusação de se passar por delegado e juiz federal e comandante das Forças Armadas para aplicar golpes e de ter estuprado duas menores.

Os policiais apuraram que o homem levantou R$ 100 mil em golpes contra três mulheres. Ele vivia com uma delas em Itu, na região de Sorocaba, da qual teria extorquido a maior quantia: R$ 70 mil. Os estupros foram praticados contras as filhas dela, de 11 e 16 anos.

Fazia compras

A prisão ocorreu no estacionamento de um shopping de Sorocaba quando Wilson se preparava para fazer compras com parte do dinheiro extorquido. Ele não ofereceu resistência. Entre os seus pertences foram encontrados uniformes militares, munições, documentos falsos e fotos.

Para a vítima de Itu, o homem se apresentou como comandante das Forças Armadas, já que a cidade possui um quartel. Por meio de empréstimos bancários e gastos com cartões de crédito dela, levantou os R$ 70 mil. A mulher não sabia, mas o denunciou pelo estupro.

Wilson Rogério Rosa usava vários documentos falsos. Foto: Divulgação
Wilson Rogério Rosa usava vários documentos falsos. Foto: Divulgação

 

Outros golpes

Wilson Rogério Rosa se apresentou a uma viúva fingindo ser um juiz federal. Após criar vínculo com ela, passou a utilizar os cartões de benefícios da vítima. Ao todo, foram furtados aproximadamente R$ 10 mil, segundo ela relatou em depoimento à polícia após a prisão.

À terceira mulher, ele se apresentou como delegado federal. O processo era o mesmo. Se aproximava, passava a viver com a vítima e depois a extorquia. Da última, ele teria levado R$ 20 mil. Ela o denunciou quando depois da prisão, assim como a viúva.

Fonte: IG

 

 

 

 

Compartilhar:
    Publicidade